Notícias

Professora da UFMG morre em acidente durante mergulho em Angra dos Reis, no Rio

Direção do departamento em que ela atuava emitiu uma nota de solidariedade aos familiares e amigos da profissional

Por Da Redação , 01/03/2021 às 16:58
atualizado em: 01/03/2021 às 17:03

Texto:

Foto: Divulgação / UFMG
Divulgação / UFMG

Cláudia Maria Jacobi, que tinha 64 anos, nasceu em Buenos Aires, capital da Argentina

A argentina Cláudia Maria Jacobi, professora titular do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais, morreu em um acidente durante um mergulho no último sábado (27) em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. 

Por meio de nota, o ICB lamentou o ocorrido e demonstrou pesar pela morte da professora. “A Direção do ICB se solidariza com os familiares e amigos da mestra, e registra aqui seu profundo pesar por seu falecimento”, diz o comunicado.

Nascimento 

Cláudia Maria Jacobi, que tinha 64 anos, nasceu em Buenos Aires, capital da Argentina.  

Carreira 

O ICB explicou que a professora Cláudia era biológa, mestre e doutora pela Universidade de São Paulo, e tinha estágio pós-doutoral no Laboratório de Ecologia da Paisagem da Universidade do Canadá.

Além disso, ela orientava nos programas de pós-graduação em Zoologia e também no de Ecologia, Conservação e Manejo de Vida Silvestre. 

Cláudia atuava no Departamento de Genética, Ecologia e Evolução do ICB UFMG, onde já chefiou a equipe entre os anos de 2009 e 2011.

Sua atuação principal era na área de Ecologia de campos rupestres, com foco em afloramentos ferruginosos, interações ecológicas e modelagem da dispersão de organismos.

"Ela formou pelo menos uma geração de estudantes de graduação e de pós-graduação em Ecologia em sua passagem pela UFMG. Sua competência, energia e carinho com colegas e estudantes sempre foram sua marca. A nós, fica a saudade e a dor da perda, mas também uma enorme gratidão pela sua presença em nossas vidas", declara emocionado o amigo Ricardo Solar, coodenador do pós-graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre.

Sepultamento 

A UFMG explicou que ainda não há informações a respeito de velório e sepultamento. A instituição acredita que a cerimônia de despedida e o enterro ocorra na Argentina.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Sete titulares ganharam um dia a mais de folga e voltam às atividades na terça. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Motorista do coletivo disse aos militares do Corpo de Bombeiros que não viu a sinalização da locomotiva e tentou atravessar a linha férrea. #Itatiaia

    Acessar Link