Notícias

Preço do café deve continuar subindo e pode chegar ao valor mais alto dos últimos 25 anos

Fatores como a seca, o granizo e a geada prejudicaram a safra e fizeram com que o preço tivesse alta

Por Camila Campos | 13/12/2021 às 08:23
Pixabay
Foto: Pixabay

O café pode ter o preço mais amargo dos últimos 25 anos, segundo especialistas de agronegócios. Análise feita pela Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg) confirma esse histórico preocupante. 

A analista de agronegócios da Faemg Ana Carolina Alves explica os motivos que devem deixar o café mais caro nos próximos meses. “A expectativa para os preços do café infelizmente não são tão positivas. Viemos pelo segundo ano consecutivo de problemas climáticos na produção, o que tem afetado drasticamente e impactado o mercado e, consequentemente, os preços tiveram um aumento expressivo, o preço da saca do café, preço pago ao produtor, e isso é refletido ao longo da cadeia. Tivemos um aumento de agosto do ano passado até agosto deste ano em torno de 35% no preço do café no varejo.”

Ainda segundo a especialista, a seca ajuda a disparar o preço do café. “Tivemos um déficit hídrico muito elevado em 2020, que perdurou em 2021, e também outros eventos climáticos que culminaram nessa baixa oferta de café no mercado, que foram a geada e o granizo, ocorridas principalmente no inverno. Agora estamos passando por um novo ciclo produtivo, a saca de café encontra-se em um período de enchimento dos grãos, então a chuva é fundamental nesse processo.”

Conforme dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Café, neste ano o café em grão já subiu mais de 110% e a tendência é que o produto continue a subir no ano que vem, podendo chegar ao valor mais alto dos últimos 25 anos.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou