Notícias

Paulo Betti causa polêmica ao comentar sobre facada dada em Bolsonaro: 'Mais ou menos correta'

Por Redação | 01/10/2020 às 11:10
Divulgação
Foto: Divulgação

O ator Paulo Betti causou polêmica nas redes sociais nesta quinta-feira depois de declarações feitas sobre a facada levada pelo presidente Jair Bolsonaro, na época candidato, em 2018, em campanha em Juiz de Fora.

Betti participava de um ciclo de entrevistas organizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) sobre os impactos da pandemia na cultura e as dificuldades da classe artística na crise sanitária do novo coronavírus, conduzido pelo jornalista Paulo Markun, quando foi questionado sobre o governo ser anti-cultura e anti-ciência, e se isso conseguiria ser contido. O ator disse que Adélio Bispo, autor da facada, é "um desgraçado" e que a facada foi dada de uma maneira "mais ou menos"

“Temos que reconhecer que em algum momento falhamos muito, porque se tivéssemos plantado alguma coisa sólida ela não se desmanchado de uma forma tão fácil. É cruel porque tem os deuses também, tem o imponderável, tem a facada no peito, no meio da multidão. Isso aí não estava previsto. Ninguém tinha previsto que ia aparecer um maluco e golpear a camisa amarela onde estava escrito ‘Brasil acima de tudo’ e ali ia crava uma faca de uma maneira mais ou menos correta, mas não total. Um desgraçado.”

 

Apoiadores do presidente consideraram que a fala do ator foi ofensiva e o atacaram nas redes sociais com xingamentos como “esquerdopata”. O nome de Betti ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter durante toda a manhã desta quinta-feira.


 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou