Notícias

Palestra faz 2 a 0 na Alameda e conquista seu último título antes de virar Cruzeiro

Equipe palestrina levou a melhor na decisão, que teve três jogos

Por Alexandre Simões, 12/01/2021 às 11:00

Texto:

Foto: Acervo do Coelho
Acervo do Coelho

Estádio Otacílio Negrão de Lima, local da disputa da partida

A decisão do Campeonato da Cidade (Mineiro) de 1940 foi a primeira disputada totalmente entre os dois rivais, pois em 1931 apenas o primeiro jogo da final aconteceu, com o Palestra Itália abandonado o confronto na segunda partida, por desentendimento entre os dois clubes em relação ao árbitro do jogo, que seria em Lourdes.

Nesta final de 1940, o Palestra Itália (Cruzeiro) fez 3 a 1 na primeira partida, em Lourdes, o Atlético deu o troco no segundo jogo, no Barro Preto, fazendo 2 a 1, e isso forçou o terceiro confronto, em campo neutro, a Alameda, Campo do América.

E os palestrinos venceram por 2 a 0, conquistando um título que não ganhavam desde 1930, quando foi encerrado o primeiro tricampeonato da história do clube.

A FICHA DO JOGO

PALESTRA ITÁLIA 2
Geraldo II; Caieira e Bibi; Souza, Juca e Caieirinha; Nogueirnha, Orlando Fantoni, Niginho, Carazzo e Alcides (Djardes). Técnico: Bengala

ATLÉTICO 0
Kafunga; Linthon e Evando; Cafifa, Jaime e Quirino; Edgard, Paulo (Itália), Bahiano, Sellado e Resende. Técnico: Said

DATA: 12 de janeiro de 1941
LOCAL: Estádio Otacílio Negrão de Lima (Alameda)
MOTIVO: Terceiro jogo da decisão do Campeonato da Cidade (Mineiro) de 1940
GOLS: Alcides, aos 10 minutos do primeiro tempo; Niginho, aos 11 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Mário Vianna (RJ)
RENDA: 15:613$000

MAIS HISTÓRIA
NASCIMENTO: Em Campos dos Goytacazes, em 1945, nasce Evaldo Cruz, centroavante que o Cruzeiro buscou no Fluminense, em 1966, e que caiu com perfeição no ataque que já contava com Natal, Dirceu Lopes, Tostão e Hilton Oliveira.

Ele marcou o primeiro gol num clássico entre os dois rivais por uma competição nacional. Em 5 de março de 1967, a Raposa fez 4 a 0 no Galo, pelo Robertão, e Evaldo fez o primeiro e segundo gols.

NASCIMENTO: Em Siderópolis (SC), em 1964, nasce Valdo Cândido de Oliveira Filho, meia de grande qualidade e que fez história com as duas camisas no clássico. Ele já chegou ao futebol mineiro veterano, em 1998, para defender o Cruzeiro.

No seu primeiro clássico, fez o gol celeste no empate por 1 a 1. Em 4 de abril de 1999, marcou duas vezes naquela que passava a ser a maior goleada do confronto no Mineirão, com a Raposa fazendo 5 a 1 na decisão da Copa dos Campeões Mineiros.

NASCIMENTO: No Rio de Janeiro, em 1970, nasce Fábio Silva Azevedo, o Fabinho, volante revelado pelo Flamengo, mas que viveu o maior momento da sua carreira no Cruzeiro, entre 1995 e 1998. Neste período, ele participou de clássicos inesquecíveis, venceu Libertadores (1997), Copa do Brasil (1996) e Campeonato Mineiro (1996 e 1997).

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O grupo protesta após a derrota por 3 a 2 para o Vasco, no Rio de Janeiro. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Volante alvinegro prega fogo total na reta final da competição. #Itatiaia

    Acessar Link