Notícias

Motoristas de ônibus mantém greve em BH após audiência terminar sem acordo

Uma nova audiência foi marcada para 14h30 de terça-feira com o desembargador Fernando Rios Neto

Por Lara Alves, com informações de Camila Campos , 22/11/2021 às 16:04
atualizado em: 22/11/2021 às 21:33

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Rodrigo Clemente / PBH
Rodrigo Clemente / PBH

Motoristas de ônibus mantém paralisação em Belo Horizonte após audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), à região Centro-Sul da capital mineira, terminar sem acordo entre as partes na tarde de segunda-feira (22). De acordo com apuração da Itatiaia, passageiros enfrentarão dificuldades no retorno para casa no início da noite, bem como na manhã de terça-feira (23). Uma nova audiência foi marcada para 14h30 de terça-feira com o desembargador Fernando Rios Neto. 

Durante a audiência, o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (STTRBH) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setra-BH) não entraram em consenso. A categoria que defende os interesses dos motoristas não abre mão dos reajustes solicitados e o Setra-BH informou que a BHtrans não tem cumprido os acordos como deveria. Por isso, a empresa foi intimida para reunião realizada na terça, onde os sindicatos poderão apresentar novos documentos.  

Ao final do encontro, foi decidido que a greve permanece em Belo Horizonte.  

Audiência de conciliação  

Por volta das 14h30 desta segunda, representantes dos dois sindicatos se reuniram para tratar sobre a greve de ônibus na capital. A BHtrans optou por não participar do encontro, mas enviou uma petição pedindo que irregularidades relacionadas a greve sejam apuradas por órgãos competentes.

Segundo o documento, a categoria descumpriu liminar após não garantir funcionamento ideal da frota. Além disso, a empresa solicita que a Polícia Federal (PF) apure crimes de desobediência, que uma multa seja aplicada e que no horário de pico seja garantido funcionamento de 90% da frota.  

 A informação foi repassada pelo desembargador Fernando Rios. A BHtrans adiantou à Itatiaia que não participaria da audiência pelo problema ser direto entre trabalhadores e empregadores.   

O representante do sindicato das empresas de ônibus, Raul Leite, disse que elas têm trabalhado com déficit operacional.  O sindicato dos rodoviários reivindica reajuste salarial e destaca que a categoria vem trabalhando sob pressão, dirigindo e cobrando passagem, com dupla função. O objetivo da audiência era discutir os principais assuntos envolvendo o setor e tentar entrar em um acordo, o que não ocorreu.  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    E a tendência é que os números continuem subindo. O pico de casos da doença é esperado para a última semana de janeiro

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Estavam no veículo atingido uma criança de 2 anos. O Homem foi preso por embriaguez ao volante

    Acessar Link