Notícias

Moradores de Betim e Contagem contabilizam prejuízos após fortes chuvas

Centenas de pessoas estão desalojadas e desabrigadas nos municípios da Grande BH

Por João Felipe Lolli, 13/01/2022 às 09:18
atualizado em: 13/01/2022 às 09:47

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Prefeitura de Betim / Divulgação
Prefeitura de Betim / Divulgação

Córrego Bandeirinhas transbordou e invadiu dezenas de casas, em Betim

Cerca de 300 pessoas estão na casa de parentes em Contagem pois tiveram que deixar as residências após os riscos trazidos pelas fortes chuvas. Outras 50 estão desabrigadas e foram acolhidas em prédios do poder público da cidade. 20 vias chegaram a ser interditadas e estão sendo liberadas parcialmente. Mais de 25 árvores caíram em Contagem, sendo muitas delas em vias públicas. 

Quem faz um balanço das ocorrências de chuva na cidade é a prefeita de Contagem, Marília Campos (PT). 

“Em Contagem, embora a gente tenha tido um grande volume de água nessas chuvas, não tivemos enchentes de forma mais acentuada. Os riscos maiores foram os riscos geológicos, que provocam o desmoronamento de encostas. Isso concentrou muito na região de Nova Contagem, na bacia de Vargem das Flores e com algum outros desmoronamentos, como na Via Expressa, na Cidade Industrial, no Córrego do Flamengo, mas sem nenhuma vítima que tenha sido um estado mais grave”, explica a prefeita.

Ainda de acordo com Marília Campos, um abrigo está apoiando as famílias que precisaram sair de casa.

“Temos um abrigo na região do Bela Vista onde as pessoas se acomodam provisoriamente, são amparadas com cestas básicas, roupas, alimentação e vale-transporte até que esse período passe. A gente também tem o benefício do Bolsa Moradia, que é um estudo de caso a caso como que está a situação da moradia das pessoas para depois fazer a concessão”, conclui.

9.250 pessoas tiveram que ir para a casa de parentes e 300 estão em abrigos municipais de Betim. Ao todo, 36 mil pessoas foram atingidas na cidade como consequência das fortes chuvas dos últimos dias. 15 vias públicas foram danificadas. 

Quem traz os detalhes é o Superintendente de Defesa Civil de Betim, Tenente Coronel Walfrido Assis. 

“Como ponto mais crítico neste momento, é a região da Colônia Santa Isabel. Nessa região, tivemos o transbordamento do Rio Paraopeba, que ao sair da sua calha, causou uma grande inundação. Removemos diversas famílias para residências de parentes. Na região do bairro Nossa Senhora de Fátima e Vila das Flores, uma grande área de inundação foi causada pelo vertimento da represa Várzea das Flores. Vale ressaltar que este vertimento é um processo natural, a represa tem que verter para que ofereça as condições de segurança. Estamos fazendo o monitoramento e constatamos que o barramento encontra-se seguro”, enfatiza Walfrido Assis.

Conforme o superintendente, a cidade solicitou um aporte aos governos estadual e federal para a reconstrução do município.

“Diante da gravidade da situação, recorremos ao governo estadual e ao governo federal solicitando um aporte de reforços. Até o momento, somente o governo federal se manifestou e está disponibilizando para a prefeitura municipal de Betim uma verba que será complementada pelos nossos recursos e, assim, poderemos ofertar uma ajuda humanitária de maior qualidade”, conclui.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O apresentador Thiago Reis, e o comentarista Edu Panzi, entrevistam personalidades do esporte e analisam os acontecimentos do futebol. Inscreva-se no canal da Itatiaia no You...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Substituto de Fábio tirou foto com o amigo Gomes, que jogou no Cruzeiro nos anos 2000 #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/rafael-cabral-novo-goleiro-do-cruzeiro-s...

    Acessar Link