Notícias

Morador de Brumadinho pede que as mineradoras respeitem a população 

Por Redação, 17/01/2020 às 18:30
atualizado em: 17/01/2020 às 18:45

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

"O meu sonho é que a cidade onde eu moro volte ao normal". Este é o desejo de Evandro França de Paula, de 50 anos, morador do povoado de Tejuco, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Contudo, ele sabe que essa realidade está distante para a população do município que vive o luto das vítimas do rompimento da barragem da Vale, ocorrido em 25 de janeiro de 2019. 

Na tragédia, Evandro perdeu o primo Jonas, que só teve o corpo localizado quatro meses depois. "Não sai da cabeça de ninguém. Será para o resto da vida. Os que vão sofrer são os que ficam. Aqui [no Tejuco] todo mundo conhece todo mundo", relata. 

Realista de que o principal sonho não será realizado, Evandro pede respeito por parte das mineradoras. "A gente sabe que dependemos da mineração, mas se vai fazer uma extração, se vai fazer qualquer trabalho aqui dentro, procure primeiro as pessoas. Porque antes da mineradora, existe a gente. Eu não acho normal eu ter que mudar o meu jeito de viver, a minha vida, para satisfazer a vontade deles."

No próximo dia 25, a tragédia, que deixou 270 mortos, completará um ano. Como forma de homenagear as vidas levadas pela lama, a Itatiaia veicula a série ‘Memórias de um ano que não passou’. Clique aqui e ouça a história de Evandro França de Paula com o repórter João Felipe Lolli

Ouça também outros episódios da série:

Sobrevivente de Brumadinho relata o que viveu após o rompimento da barragem da Vale

Moradora de comunidade de Brumadinho pede por ajuda: ‘Estamos deprimidos e doentes’

‘O maior desafio é lidar com a dor e seguir em frente’, diz jovem que perdeu a avó em Brumadinho

‘O lugar ficou muito triste’, desabafa moradora de comunidade em Brumadinho

‘Esse filme de terror nunca vai acabar’, desabafa moradora de comunidade de Brumadinho

Líder comunitário de Brumadinho teme por continuidade do comércio após a tragédia

Moradora de Brumadinho fala sobre saudade de namorado, com quem se casaria

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link