Notícias

Ministra do Supremo nega pedido para obrigar análise de impeachment de Bolsonaro

Na avaliação de Cármen Lúcia, o pedido não atende aos requisitos de um mandado de segurança

Por Da Redação , 21/07/2021 às 20:47
atualizado em: 21/07/2021 às 20:52

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil / Arquivo
Fernando Frazão/ Agência Brasil / Arquivo

Imagem meramente ilustrativa

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia rejeitou nesta quarta-feira (21) um pedido de integrantes do PT para obrigar o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), a analisar um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.

A ação faz referência a um pedido de impeachment protocolado por entidades da sociedade civil em maio do ano passado. Na avaliação da ministra, o pedido não atende aos requisitos de um mandado de segurança – tipo de ação escolhido pelo deputado Rui Falcão do PT e pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. 

A ministra Cármen Lúcia considerou, ainda, que não há omissão do presidente da Câmara dos Deputados a ser analisada pelo Judiciário.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Número 2 no ranking mundial, tenista é negra, filha de um haitiano com uma japonesa. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Motivo para o rompimento com a Precisa Medicamentos não foi revelado. #Itatiaia

    Acessar Link