Notícias

Preços de matérias-primas de remédios aumentaram até 2.000% no Brasil, diz associação

Farmacêuticos temem que aumento nos preços tenham que ser repassados ao consumidor

Por Redação, 08/08/2020 às 09:56
atualizado em: 08/08/2020 às 12:49

Texto:

Foto: Agência Brasil
Agência Brasil

RESUMO

  • O aumento dos preços das matérias-primas de medicamentos e uma tentativa do Ministério da Economia de alterar a precificação dos produtos, têm preocupado profissionais da indústria farmacêutica no Brasil.

  • Alguns reajustes de preços de matérias-primas para manipulados chegaram a mais de 2.000%, segundo a Anfarmag, associação que reúne os farmacêuticos em todo o país. 


O aumento dos preços das matérias-primas de medicamentos e uma tentativa do Ministério da Economia de alterar a precificação dos produtos, têm preocupado profissionais da indústria farmacêutica no Brasil.

Alguns reajustes de preços de matérias-primas para manipulados chegaram a mais de 2.000%, segundo a Anfarmag, associação que reúne os farmacêuticos em todo o país. 

Segundo levantamento da entidade, 65% das empresas associadas reclamam dos problemas, um percentual maior do que no início da pandemia, quando 40% dos entrevistados já apontavam dificuldades.

O diretor executivo da Anfarmag, Marco Fiaschetti, disse que até entende alguns fatores econômicos, mas que não é possível admitir abusos

"O que a gente vem observando desde o começo da pandemia é uma inflação bastante significativa no preço dos insumos farmacêuticos e isso vem muitas vezes inviabilizando o trabalho das farmácias de manipulação ou mesmo obrigando as farmácias a repassarem uma parte deste aumento  para o consumidor final", explica.

Tentando mudar

O ministério da Economia quer ouvir o setor produtivo, órgãos e entidades da administração pública e fundações sobre o modelo que forma o preço dos medicamentos no Brasil e abriu uma consulta online para receber as opiniões até setembro.

De acordo com o advogado do sindicato das farmácias de Minas Gerais, Marcelo Matoso, a iniciativa do ministério da economia, de tentar mudar a legislação atual que precifica os medicamentos é muito bem-vinda, mas se preocupa, porque não sabe que tipo de mudança poderá acontecer.

"A gente entende que a modernização desta resolução e esse diálogo com o setor produtivo é muito importante, porém existe uma preocupação que essa precificação não acarrete em um aumento no preço do produto para o consumidor final.

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Em jogo realizado no campo do SESC Venda Nova, em Belo Horizonte, na manhã deste sábado, time americano venceu por 5 a 0 #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Considerado o melhor jogador do piso de saibro da história, o espanhol, atual terceiro colocado no ranking mundial, não teve seu reinado ameaçado na capital italiana. #Itatiaia

    Acessar Link