Ouça a rádio

Compartilhe

Além das mortes, os acidentes envolvendo ciclistas podem causar lesões irreversíveis, como ocorre com os motociclistas.

Alerta

Acidentes com ciclistas preocupa ortopedistas (Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)
Foto: Acidentes com ciclistas preocupa ortopedistas (Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)


A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia chama a atenção da população para os acidentes com ciclistas. Segundo estimativas não oficiais da organização, 500 ciclistas morrem em acidentes por ano no Brasil.

O médico Robson Esteves, secretário-geral da sociedade, diz que o número de vítimas deve ser mais elevado, uma vez que há subnotificação dos casos.

“Essa é uma estimativa da Sociedade Brasileira de Ortopedia, mas nós não temos ainda dados concretos nacionais que comprovem esse número. A gente acredita que o número de acidentes envolvendo ciclistas é relativamente alto. Isso nos preocupa muito devido à gravidade das lesões”, destaca o ortopedista.

Além das mortes, os acidentes envolvendo ciclistas podem causar lesões irreversíveis, como ocorre com os motociclistas.

“Se você imaginar uma colisão entre uma bicicleta e um carro, a energia do trauma dissipada no ciclista é muito grande e isso geralmente leva a traumas de extrema gravidade”, destacou. “Muitas vezes esses pacientes apresentam múltiplas fraturas no corpo, principalmente nas pernas, que funcionam como parachoque”, completou Robson, que destaca a importância do uso de equipamentos de segurança.    

Ouça a reportagem completa com Eustáquio Ramos