Notícias

Kalil descarta reajuste de passagem de ônibus no fim do ano em Belo Horizonte

Segundo o chefe do Executivo, esse não é momento para esse tipo de discussão, a prioridade é solucionar a possível greve dos rodoviários

Por Letícia Fontes, Maria Clara Lacerda* e Matheus Oliveira, 19/11/2021 às 17:23
atualizado em: 19/11/2021 às 18:28

Texto:

Foto: Gabriel Rezende/Itatiaia
Gabriel Rezende/Itatiaia

O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) garantiu, nesta sexta-feira (19), que não haverá reajuste nas tarifas dos ônibus na capital. Segundo o chefe do Executivo, esse não é momento para esse tipo de discussão, a prioridade é solucionar a possível greve dos rodoviários, que está marcada para começar na próxima segunda-feira (22). 

“Nós não podemos admitir, discutir reajuste e discutir contrato,” afirmou o prefeito em entrevista coletiva. 

Em reunião com o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra), Raul Lycurgo, nesta sexta-feira (19), Kalil já havia negado a possibilidade de subsídio para as empresas.

Empresários do setor apontam a medida como uma possível solução para a defasagem dos preços das passagens, que não tem reajuste desde 2018, quando a tarifa passou para R$ 4,50.

*Sob supervisão de Letícia Fontes

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ministério Público investigava uma suposta intervenção da primeira-dama junto à Caixa Econômica Federal para liberação de empréstimos a amigos da família Bolsonaro

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Conforme apurou a Itatiaia, as negociações estão em fase final e a possibilidade de batida de martelo é iminente

    Acessar Link