Notícias

Homem acusado de matar ex-companheira estrangulada na Pampulha vai a júri popular

Suspeito diz que crime teria sido motivado pela descoberta de uma traição da mulher

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Por Bryan Gonçalves | 18/06/2020 às 15:58
CNJ/Divulgação
Foto: CNJ/Divulgação

Um homem acusado de assassinar a companheira por estrangulamento no dia 7 de setembro do ano passado, em Belo Horizonte, irá a júri popular. Grazielle Serra Pereira Santana, de 32 anos, foi assassinada em casa, no bairro Jardim Alvorada, na região da Pampulha. O crime teria sido cometido pelo ex-companheiro, Estevão Bruno Oliveira Silva, de 29.

Conforme o processo, a vítima foi asfixiada na própria cama e o acusado afirmou que o assassinato teria sido motivado por causa da descoberta de uma traição.

A decisão de levar o caso a júri popular é da juíza sumariante do 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, Âmalin Aziz SantAna. A data do julgamento ainda não foi marcada.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou