Notícias

Hegemonia, autoestima e preparação; o que vale o Mineiro para cada time da capital

Atlético, Cruzeiro e América disputam o estadual com objetivos distintos

Por Hugo Lobão | 25/01/2022 às 08:00
Mourão Panda / América - Pedro Souza/Cruzeiro - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Foto: Mourão Panda / América - Pedro Souza/Cruzeiro - Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Times de Belo Horizonte entram como favoritos ao título do Campeonato Mineiro

Acabou a espera e chegou a hora da bola rolar em Minas Gerais. O primeiro duelo do Campeonato Estadual será em Poços de Caldas, entre Caldense e América-MG, que entram em campo nesta terça-feira (25), às 21h. Na quarta-feira (26), Atlético e Cruzeiro, maiores campeões da competição, farão as estreias contra Villa Nova e URT, respectivamente.

Como de costume, os três clubes de Belo Horizonte entram com os maiores investimentos e se colocam como as principais forças do torneio. Além do título, que é o objetivo automático dos times da capital, cada equipe começa a temporada com metas específicas. 

América

O foco do América nos próximos meses ultrapassa os limites de Minas Gerais. Pela primeira vez na centenária história, o Coelho disputa a Copa Libertadores. No caminho até a fase de grupos, estão Guarani (PAR), e Barcelona (EQU) ou Montevideo City Torque (URU). Marquinhos Santos terá um mês e oito partidas para preparar a equipe física e tecnicamente para o desafio internacional contra o time paraguaio.

Com jogos no interior e os dois clássicos até a estreia no torneio continental, Marquinhos Santos terá oportunidade de usar titulares para acertar a equipe e também poupar os principais nomes do elenco, dando oportunidades aos jovens.

Atual vice-campeão do Mineiro, o América também tem a missão de se consolidar como a segunda força em termos de resultados esportivos nos últimos anos, já que fez a final em 2021 e conseguiu a permanência na Série A, chegando à Libertadores.

Cruzeiro

Depois de um banho de otimismo com a venda da SAF para Ronaldo, pagamento do transferban e esperança de melhoria na condição financeira do clube, falta ao cruzeirense se empolgar com o que vê dentro de campo. Com boa parte de elenco reformulado e contratações promissoras, o Campeonato Mineiro pode significar a recuperação da autoestima do torcedor e do clube como um todo.

Pela primeira vez, a Raposa jogará a Série B com a arquibancada jogando ao lado dos jogadores. Seguir dando motivos para ter estádio cheio durante o campeonato nacional, que é a grande meta para a temporada, será importante para o sonho do acesso.

Atlético

Campeão Mineiro, Brasileiro e da Copa do Brasil em 2021, o Atlético busca confirmar o favoritismo fazendo valer o maior investimento do estado. O predomínio alvinegro dentro do estado nos últimos anos pode resultar em um tricampeonato para o clube, o que não acontece desde a década de 1980, quando o time de Reinaldo e companhia venceu o torneio seis vezes seguidas (1978-1983). Neste século, ninguém conseguiu tal feito.

Em meio à disputa em Minas Gerais, o Galo também terá um compromisso importante diante do Flamengo, válido pela Supercopa do Brasil. Além da rivalidade com o time do Rio de Janeiro, o jogo que está marcado para o dia 20 de janeiro vale uma taça inédita para o clube. Até lá, Turco Mohamed terá tempo e partidas para conhecer o elenco e conquistar o torcedor. Seguindo planejamento do clube, o argentino usará um time alternativo nas primeiras rodadas.

Confira as principais notícias do Cruzeiro no canal da Itatiaia no Youtube


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou