Notícias

Governo de Minas investe no combate ao coronavírus

Por Gov MG, 30/06/2020 às 11:21
atualizado em: 30/06/2020 às 15:24

Texto:

Um dos principais desafios no enfrentamento ao novo coronavírus é preparar o sistema de saúde para tratar os doentes. A solução passa por investir pesado em equipamentos e leitos para que os hospitais tenham condições de suportar a demanda.

Missão que vem sendo cumprida pelo Governo de Minas Gerais. Desde fevereiro, houve crescimento de 48% no número de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) da rede pública do Estado. O salto foi de 2.013 para 2.964 leitos, ou seja, foram habilitados 951 novos leitos durante a pandemia. O investimento também resultou em mais leitos para atendimento clínico: eram 11.625 em fevereiro e são 12.928 agora - aumento de 1.303 leitos.

A construção do Hospital de Campanha é outra medida importante para enfrentar a doença. Instalado no Expominas, em Belo Horizonte, o empreendimento serve como uma reserva técnica – será acionado em caso de necessidade. São 768 leitos, sendo 740 de enfermaria e 28 de estabilização. Do total de R$ 5,3 milhões investidos no hospital, 80% vieram de doações.

Respiradores

Já nos próximos dias, novos respiradores, usados no atendimento a pacientes graves, serão entregues no estado. No total, o Governo de Minas comprou 1.047 desses equipamentos, sendo que 400 já foram entregues e outros 150 devem ser disponibilizados em breve aos hospitais mineiros. O valor de cada respirador é de, em média, R$ 50 mil. As compras foram financiadas com parte do valor depositado pela Samarco e suas controladoras (Vale e BHP), como compensação pelo rompimento da barragem da mineradora em 2015, em Mariana.

Para aumentar ainda mais a capacidade de cuidar dos pacientes com manifestações mais severas da doença, Minas também está recuperando respiradores. Foram recolhidos 460 equipamentos.

Protege Minas

Lançado no final de abril, o programa Protege Minas viabiliza aos municípios a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) a preço de custo. Em alguns casos, a redução no valor dos equipamentos chega a 50%. 

Até o momento, 97 cidades e hospitais filantrópicos aderiram ao programa. As prefeituras já executaram um valor total de R$ 23 milhões, e, assim, ajudaram cerca de 18,3 mil profissionais de saúde a se proteger da doença. Foram disponibilizados kits com máscaras cirúrgicas, máscaras N95, luvas de procedimento, gorros e aventais.

Minas Consciente

Enquanto prepara e equipa hospitais, o Governo de Minas planeja como fará a retomada gradual das atividades econômicas, sem deixar de lado a preocupação com a saúde e segurança da população. Esse é o objetivo do plano Minas Consciente, que já tem adesão de 165 municípios e abrange 3,9 milhões de pessoas.

O plano foi elaborado em parceria da Secretaria de Saúde (Ses) e a de Desenvolvimento Econômico (Sede), e orienta prefeitos, empresários e cidadãos sobre todas as normas e medidas de segurança necessárias para cada ramo de atividade. A partir desses protocolos, há uma coordenação da retomada, com foco sempre voltado à preservação da vida.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    De acordo com um deputado que acompanhou a ação, dez animais foram resgatados e muitos deles estavam morrendo de calor e de sede #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    As demissões podem chegar no mês de julho a 60 mil trabalhadores, o que representa 50% de toda mão de obra do setor. #itatiaia

    Acessar Link