Ouça a rádio

Compartilhe

Funcionária de canal russo invade transmissão em protesto contra a guerra

"Parem a guerra! Não à guerra!", gritou editora Maria Ovsyannikova durante telejornal

Twitter / Reprodução
Foto: Twitter / Reprodução

No cartaz estava escrito: "Não acreditem na propaganda, eles mentem para você"

Uma funcionária do Canal 1 da TV russa invadiu a gravação do telejornal Vremia (Tempo), um dos principais do país, nesta segunda-feira (14) para protestar contra a invasão da Ucrânia. A editora Maria Ovsyannikova, que carregava uma placa com mensagens anti-guerra, teria sido detida e interrogada pela polícia. 

"Parem a guerra! Não à guerra!", gritou a funcionária após aparecer atrás da apresentadora Ekaterina Andreeva. O cartaz carregado por Maria trazia, em russo, a seguinte mensagem: "Não acreditem na propaganda, eles mentem para você."

Antes do protesto, Maria gravou um vídeo onde condena a invasão a Ucrânia e relata se arrepender das mensagens pró-guerra enviadas pelo Canal 1. "Infelizmente passei muitos dos últimos anos trabalhando para o Canal 1, promovendo a imagem do Kremlin e tenho muita vergonha disso." Filha de pai ucraniano e mãe russa, ela define a invasão russa como um crime e afirma que a Rússia é um país agressor. 

Após a rápida aparição no telejornal, a transmissão foi cortada para uma reportagem pré-gravada. Confira: