Notícias

'Fique em casa': Kalil lamenta 'profundamente' fala de Bolsonaro e detalha ações em vídeo

Por Redação, 25/03/2020 às 17:44
atualizado em: 25/03/2020 às 18:01

Texto:

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) postou um vídeo nas redes sociais na tarde desta quarta-feira no qual detalha as ações tomadas pela prefeitura, apresenta números obtidos pelo executivo municipal e questiona o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro por fala em cadeia de rádio e televisão na noite de terça (24).

“Lamento profundamente a fala do Presidente da República. Aquilo é uma desconstrução muito difícil do que nós, humildes prefeitos e governadores, estamos tentando fazer neste país”.

No vídeo, Kalil falou sobre as cestas básicas que são doadas, leitos em Belo Horizonte e aniversário.

Cestas básicas

As cestas básicas que serão disponibilizadas a familiares de crianças matriculadas na rede municipal começam a ser distribuídas até sexta-feira (27), segundo Kalil. A informação foi noticiada em primeira mão pela Itatiaia. “Se não me engano são 148 mil famílias aproximadamente. Nós autorizamos e já me parece que a partir de, no máximo, depois de amanhã ou amanhã, já terá sido operacionalizado pela Política Social, e é o mínimo que a gente pode fazer”.

Aniversário

No vídeo, Kalil também agradeceu as felicitações que vem recebendo nesta quarta-feira, dia em que completa 61 anos. Para ele, o presente é que todos fiquem em casa e que o filho, médico, saia do hospital onde trabalha seguro. Leitos Kalil afirmou que está preocupado com a disseminação do coronavírus nas cidades do interior. Como muitas cidades não têm leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), podem precisar enviar pacientes para as cidades maiores. O prefeito destacou a criação de um hospital de campanha com 800 leitos, pelo governo do Estado, e anunciou que a PBH vai criar mais 130 leitos de enfermaria e 70 de CTI, no prédio onde funcionava o hospital Hilton Rocha.

Preocupação

“Depois desse pronunciamento do presidente da República, os governadores terão que assumir a responsabilidade... Se o interior não for atendido, essa massa humana, que é a população de Minas Gerais, vai cair na região metropolitana, o que vai causar o caos”, ressaltou.

Sobre a crise econômica que deve ser provocada pela pandemia, Kalil disse que salvar vidas é o mais importante agora.

“A economia vai se resolver, como sempre se resolveu. A Europa foi devastada em 1945 e virou o que virou, aquele império de desenvolvimento. Agora tá sendo devastada de novo e vai levantar de novo”.

Quanto a dinheiro, Kalil afirmou que a prefeitura tem caixa para bancar programas de proteção social da população mais pobre. “Nós temos dinheiro separado pra proteger, e vamos fazer programa de proteção, mas fique em casa, porque se não, além de muita gente morta, nós não vamos ter dinheiro nem pra enterrar os mortos”, disse.

Assista ao vídeo na íntegra!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#covid19

Uma publicação compartilhada por Alexandre Kalil (@alexandrekaliloficial) em 25 de Mar, 2020 às 10:11 PDT

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    As informações sobre a semana e os eventos serão transmitidos nas redes sociais do ministério e da Secretaria Nacional da Juventude.#Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️Técnico do América não poupou críticas à atuação do juiz Felipe Fernandes de Lima no clássico contra o Atlético. #itatiaia

    Acessar Link