Notícias

Estudante mineira de odontologia acusa produtores do Big Brother Brasil de assédio sexual

Reportagem não conseguiu localizar os suspeitos; TV Globo informou que não vai comentar o assunto

Por Camila Kifer, 10/06/2021 às 18:21
atualizado em: 10/06/2021 às 20:15

Texto:

Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Reprodução/ Redes Sociais

Imagem publicada no Instagram da estudante

A estudante mineira do curso de odontologia Aline Vargas Ferreira, de 35 anos, registrou um boletim de ocorrência contra dois produtores do programa Big Brother Brasil, da TV Globo, por assédio sexual. Por meio de suas redes sociais, ela conta que procurou a Delegacia Especializada em Combate a Violência Sexual, em Belo Horizonte, após ser vítima do crime durante um processo de seleção para o BBB22.  

Um dos suspeitos apontado pela mineira é o chefe de produção de elenco do programa. Conforme a denúncia, o profissional teria pedido que a mulher enviasse um nude pelo WhatsApp. Aline afirma que negou a solicitação e, por causa da negativa, foi cortada do processo de seleção do programa.

O outro acusado no boletim de ocorrência seria um dos produtores do BBB. As imagens de prints de conversa entre a estudante e o suspeito pelo WhatsApp, que foram publicadas nas redes sociais, revelam que ele teria interesse na mineira.

Outro lado

A reportagem da Itatiaia tentou contato com os suspeitos, mas não conseguiu localizá-los. 

Posicionamento 

Por meio de nota, a TV Globo informou que não vai comentar o assunto, mas garantiu que todas as denúncias são apuradas pela empresa.

“A Globo não comenta questões relacionadas a Compliance, mas o colaborador em questão não está mais na empresa. Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”, diz a nota.

Investigação 

Em resposta à reportagem da Itatiaia, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que um inquérito foi instaurado para investigar o caso e  que os detalhes do processo serão divulgados em momento oportuno. 

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que o inquérito policial está em andamento na Delegacia Especializada de Investigação a Violência Sexual em Belo Horizonte. Outros detalhes serão repassados em momento oportuno, considerando que as investigações estão em curso e a divulgação antes da conclusão do procedimento pode prejudicar o andamento do feito”, diz o texto enviado pela corporação.
 
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Keké viria emprestado pelo Tombense até o final do Campeonato Brasileiro da Série B #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    SÁBADO DE BOLA ROLANDO NA RÁDIO DE MINAS! ⠀ 🎙 Rádio Esportes 🔊 No ar! ⠀ 🆚 Operário x Cruzeiro 🔊 18:05 ⠀ 🎙 Apito Final 🔊 23:05 📻 610 AM 95,7 FM 📺 789 Sky 300 NET e Cla...

    Acessar Link