Notícias

Empresa de segurança privada cobra quase R$ 500 mil do Cruzeiro na Justiça

Por Com informações de Samuel Venâncio, 09/01/2020 às 11:18
atualizado em: 09/01/2020 às 13:27

Texto:


O Cruzeiro sofre mais uma ação na Justiça. Trata-se da empresa de segurança privada “Verzani & Sandrini Segurança Patrimonial”, que cobra R$ 446.817, 67 do clube, por serviços prestados de 30 de agosto a 30 de dezembro de 2019. A Itatiaia teve acesso ao contrato firmado entre as partes, que estipulava R$ 120 mil mensais. 

“Cumpre destacar que foram diversas tentativas de uma solução amigável para quitação do débito. Contudo, nenhuma das promessas de pagamento foi cumprida, tornando insustentável a situação”, diz parte do trecho da ação. 

Os serviços foram prestados na Toca I, Toca II, Sede Campestre e na Sede Administrativa. O contrato tem vigência desde 3 de março de 2019 e vai até 31 de dezembro de 2020. Desses, os custos se davam da seguinte forma:

Sede Administrativa: R$ 5.603,72
Toca da Raposa I: R$ 42.034,59
Toca da Raposa II: 39.901,03
Sede Campestre: R$ 32.461,61
Total: R$: 120.000,95 (mensais)

Ingressos 

Conforme o contrato, a empresa tinha direito a 16 ingressos mensalmente em partidas em que o Cruzeiro era mandante. Em troca, eram debitados R$ 10 mil do valor do gasto mensal.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link