Notícias

Elias vira desfalque, e posição de segundo volante é incerta no Atlético para o clássico 

Lesões de Jair e Nathan aumentaram o problema para a posição

Por Redação, 08/11/2019 às 12:17
atualizado em: 08/11/2019 às 15:49

Texto:

Foto: Bruno Cantini/ Atlético
Bruno Cantini/ Atlético

O volante Elias teve lesão diagnosticada na coxa direita e será desfalque do Atlético nos próximos jogos. O jogador se machucou na vitória sobre o Goiás, na última quarta-feira (6) e foi substituído ainda no intervalo. Com a baixa, o técnico Vagner Mancini terá problemas para a posição de segundo volante no clássico deste domingo (10), contra o Cruzeiro, no Mineirão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Como principal homem de marcação no meio-campo, o Atlético deverá ter Zé Welison, que atuou bem contra o time goiano depois de uma longa sequência sem jogar. A dúvida fica para quem será segundo volante ou se será feita uma improvisação. Nessa quinta-feira (7), a equipe alvinegra iniciou a preparação para o clássico ainda sem o volante Jair, que segue em fase final de recuperação. A presença dele entre os relacionados ainda é incerta e, dificilmente, terá condições de ser titular. 

O mais provável é que Luan seja recuado para a posição. Com isso, o jovem Marquinhos, que se destacou nas partidas contra o Fortaleza e o Goiás, pode ganhar a oportunidade de iniciar entre os titulares. Vina, Terans, Bruninho e Geuvânio correm por fora. 

Outra opção para o Atlético é o uruguaio Ramon Martínez. Porém, o jogador não atua desde a derrota para o Avaí, no fim de setembro, e é considerado um jogador de marcação, com características de primeiro volante.  

O meia Nathan atuou como segundo volante em parte da temporada. Contudo, teve lesão constatada no músculo adutor da coxa e está fora dos gramados pelo restante do ano. A situação dele é incerta no clube, já que o contrato de empréstimo com o Chelsea-ING termina em dezembro.

Outra saída seria improvisar Réver na posição de primeiro volante. Em alguns jogos, como contra CSA, Santos, São Paulo e Chapecoense, a estratégia chegou a ser utilizada por Mancini, com Leonardo Silva e Igor Rabello fazendo a dupla de vaga. A formação surgiu ainda na era Rodrigo Santana, quando o esquema foi utilizado nas partidas contra Palmeiras.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Medida permite que isso ocorra sem que se configure uma prática fraudulenta, como diz a regra atual, que data de 1992 #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Em audiência no Senado, vice-presidente reafirmou compromissos do governo para reduzir o desmatamento #itatiaia

    Acessar Link