Notícias

Documento diz que barragem da Vale em Brumadinho apresenta problemas desde a construção, em 1976

Por Redação , 25/09/2019 às 14:14
atualizado em: 25/09/2019 às 14:28

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Cadu Rolim
Cadu Rolim

A Superintendência Regional do Trabalho em Minas Gerais apresentou nesta quarta-feira um relatório sobre a barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que diz que a estrutura tem problemas desde a construção, em 1976.  Além disso, o documento mostra que os trabalhadores deveriam ter sido retirados do complexo desde 2016, como explica o auditor fiscal do trabalho, Marcos Ribeiro Botelho. 

“A barragem tinha problemas de drenagem. Por exemplo, não tinha drenagem em seu dique inicial. Em vários diques desconhecia-se o que realmente existia de drenagem. A linha freática na barragem sempre foi muito alta, sempre se aproximando muito dos diques. Em 2016 estudos apontaram fatores de segurança de até 1.06, bem menor que 1.30, que era o mínimo que a Vale adotava na época. Logo, nessa época, em junho de 2016, ela [a Vale] poderia ter acionado o Plano de Ação Emergencial de Barragens, retirado seus trabalhadores dali e por consequência, a população jusante.” 

De acordo com Botelho, 21 autos de infração já foram encaminhados para a empresa, que ainda pode contestá-los. “Além disso, a gente fiscalizou outras barragens no estado e chegamos à interdição de nove barragens. Agora vamos encaminhar um relatório para os órgãos competentes para que eles tomem as demais providências.”

A Vale informou, por meio da assessoria de imprensa, que não tomou conhecimento do relatório.

A barragem da Vale se rompeu no dia 25 de janeiro e deixou 249 mortos e 21 desaparecidos. Entre as vítimas, 258 eram funcionários da mineradora. 

Leia mais:

Oito meses da tragédia em Brumadinho: comércio e agricultura lutam para sobreviver 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A capital mineira passou o último fim de semana sob alerta de baixa temperatura da Defesa Civil #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Serão liberados R$ 3,2 bilhões nas contas poupança digitais abertas pela Caixa Econômica Federal em nome dos beneficiários.

    Acessar Link