Notícias

Do jornalismo à música: Tarcísio Badaró lança o seu segundo álbum 'Deserto do Tempo'; Ouça

Com 15 faixas autorais e influência do rock dos anos 60 e 70, o disco estreia nesta sexta (26) em todas as plataformas digitais

Por Da Redação , 26/11/2021 às 16:32
atualizado em: 27/11/2021 às 17:28

Texto:

Foto: Ethel Braga/Divulgação
Ethel Braga/Divulgação

Além de músico, Tarcísio Badaró é autor de livros-reportagem sobre direitos humanos

Um jornalista que decidiu fazer música. Boa música, por sinal. Após lançar seu primeiro disco "Curiango" no ano passado, Tarcísio Badaró não perde tempo e já apresenta seu segundo álbum "Deserto do Tempo", que estreia nesta sexta (26) em todas as plataformas digitais. 

Bebendo nos clássicos do rock britânico e americano, principalmente das décadas de 60 e 70, as 15 músicas autorais mesclam elementos do folk, country e blues, com letras que refletem sobre o cotidiano do escritor e sua visão do mundo. 

"Este lançamento é uma continuação do anterior, mostra o começo deste caminho que eu estou trilhando. Mas é um disco mais experimental, abstrato e intimista", comenta o artista. A canção "Depois dos Temporais" foi apresentada previamente ao público, em outubro, e é caracterizada como a faixa mais pop do álbum. 

Agora, o destaque vai para "Deserto do Tempo", um rock que dá nome ao disco, carregado de guitarras, e que fala sobre a cidade natal do artista (Minas Novas - uma pequena cidade histórica no Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais) e sua relação de amor e despertencimento com ela. 

"Em termos de atmosfera musical, acredito que esse single é o que mais representa o meu som. Nós usamos instrumentos e equipamentos dos anos 60 para chegar a essa sonoridade e timbre que caracterizam o disco", finaliza Tarcísio. A produção musical é comandada por Leonardo Marques, conhecido por produzir bandas como Moons e Maglore, que também é responsável por tocar baixo, lap steel e percussão no disco. 

Tarcísio criou os arranjos em seu home studio, em São Paulo, dando o acabamento junto com o produtor no estúdio Ilha do Corvo, em Belo Horizonte, nos quinze dias de gravação. Os dois dividiram os instrumentos e contaram com convidados: Rodrigo Garcia (violoncelo), Ulisses Luciano (trompete), Richard Neves (piano) e Helton Lima (bateria).

Autor de dois livros-reportagem e jornalista investigativo dedicado a temas de direitos humanos, Tarcísio é quem assina a composição de todas as faixas, como já havia feito no primeiro disco. 

"Eu encaro o ato de compor como um exercício de escrita. Componho com a labuta de quem escreve um texto, uma reportagem ou um livro. Desde coisas cotidianas a reflexões interiores, tendo a minha visão jornalística impregnada em minhas composições", conclui.


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Total de infectados com a variante Ômicron chegou a 1.407 nessa quinta-feira (20) #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Conheça a curiosa história de Guilherme Fonseca, que une os dois personagens nesta sexta-feira (21) #itatiaia

    Acessar Link