Notícias

Deputada chama de 'mamata' liberação de voos em classe executiva para ministros

Talíria Petrone (PSOL) criticou decreto editado pelo presidente através das redes sociais

Por Estadão Conteúdo, 12/01/2022 às 16:29
atualizado em: 12/01/2022 às 16:36

Texto:

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

A deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) fez nesta quarta-feira (12) uma publicação no Twitter criticando decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro que permite que ministros e outros servidores voem em classe executiva para o exterior.

O benefício vale para ministros de Estado, servidores de cargo em comissão ou função de confiança de alto escalão, como secretários-executivos. Também poderão voar na executiva servidores que estejam substituindo ou representando essas autoridades.

"Bolsonaro autorizou que seus ministros viajem de classe executiva em voos internacionais de mais de sete horas de duração. É a mamata de quem 'não aguenta' andar de classe econômica. E quem paga isso é o povo", escreveu a parlamentar do PSOL.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Brother falou sobre o sonho de ser famoso no “nível Beyoncé”

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    RÁDIO ESPORTES, MILTON NAVES - 26/01/2022

    Acessar Link