Notícias

Cruzeiro não exerce compra obrigatória de Dodô, que estava prevista em contrato 

Por Redação , 10/01/2020 às 10:57
atualizado em: 10/01/2020 às 12:49

Texto:

Foto: Vinnicius Silva/ Cruzeiro
Vinnicius Silva/ Cruzeiro

O lateral-esquerdo Dodô é mais um que deixa o Cruzeiro. O clube celeste informou ao Sampdoria-ITA que não vai exercer a compra obrigatória do atleta, que estava prevista no contrato, e liberou o atleta da pré-temporada. Com isso, o Cruzeiro deverá ter mais problemas na Justiça do Trabalho e também na FIFA. A informação foi apurada nesta sexta-feira pelo repórter Samuel Venâncio, da Itatiaia

Quando foi contratado por empréstimo em janeiro do ano passado, o vínculo estabelecido com o clube italiano obrigava que o Cruzeiro comprasse o atleta caso ele disputasse três jogos no Campeonato Brasileiro ou se a Raposa fizesse 15 pontos na competição. A negociação foi conduzida pelo então vice-presidente de futebol Itair Machado. 

O valor estabelecido para a compra do atleta é de 300 mil euros (aproximadamente R$ 1,3 milhão). O Cruzeiro ainda deve ao jogador três meses de salários atrasados, direitos de imagem, 13º, FGTS e férias.

Pelo Cruzeiro, Dodô disputou 20 partidas, marcou um gol e deu uma assitência. 

Confira as principais notícias do Cruzeiro no canal da Itatiaia no Youtube


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Além do primeiro líder, a disputa irá consagrar o primeiro anjo autoimune #itatiaia70anos

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Estado tem o quarto maior rebanho bovino do Brasil com mais de 22 milhões de cabeças #itatiaia70anos

    Acessar Link