Ouça a rádio

Compartilhe

Cruzeiro: em novo período sem jogos, time chegará a 40 dias de preparação em 2021

Até estreia na Série B, Raposa terá quase três semanas, o maior tempo que Felipe Conceição terá desde o início da temporada

Bruno Haddad/Cruzeiro
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Desde que chegou, Felipe Conceição terá o maior tempo para trabalhar com elenco do Cruzeiro na Toca

Com a eliminação nas semifinais do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro viu um “buraco se abrir” no calendário do clube na sequência do ano. O time, que ganhou dois dias de descanso e voltará a treinar na quarta-feira (12), terá duas semanas e meia de preparação antes do início da Série B do Brasileirão. Este é o terceiro período, desde o começo da temporada da equipe, em que a Raposa ficará sem disputar nenhum jogo por mais de uma semana.

Desde 15 de fevereiro, quando o grupo se reapresentou na Toca II para o início da temporada, o técnico Felipe Conceição atingirá 39 ou 40 dias – depende da data de estreia na Série B – sem partidas no intervalo superior a uma semana para treinar a equipe.

O atual período de preparação – 17 ou 18 dias – será o maior que Felipe Conceição terá para corrigir os erros do time do Cruzeiro visando à estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, que ainda não tem data, mas deve ser entre 28 e 29 de maio contra o Confiança, fora de casa. 

Nem mesmo no início da temporada, o treinador teve tanto tempo para treinar o time. Isso porque, após o fim da Série B 2020, no dia 30 de janeiro, a diretoria deu férias aos jogadores, que se reapresentaram na Toca II no dia 15 de fevereiro. Recém-contratado na época, Felipe Conceição teve apenas 12 dias para preparar a equipe visando à estreia no Campeonato Mineiro contra o Uberlândia, dia 27.

Já durante o Mineiro, o Cruzeiro “ganhou” mais dez dias de preparação. Entre 22 e 31 de março, o campeonato foi paralisado devido à implantação da Onda Roxa em Minas pelo governo estadual. O motivo foi o aumento das restrições de circulação de pessoas em todas as cidades mineiras por conta do avanço dos casos da covid-19.

Inclusive, a última pausa fez bem para o Cruzeiro, que voltou emendando uma sequência de cinco jogos sem perder, sendo um empate e quatro vitórias consecutivas.

Resta saber se Felipe Conceição conseguirá repetir o trabalho nesta intertemporada para a nova sequência que virá, com o início da Série B, no fim de maio, e os dois jogos contra a Juazeirense, no início de junho, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Confira os períodos que o Cruzeiro teve e terá na temporada para treinar:

12 dias – de 15 a 26 de fevereiro (entre o retorno das férias após o fim da Série B 2020 e o início do Campeonato Mineiro 2021)

10 dias – (paralisação do Campeonato Mineiro devido à implantação da Onda Roxa, que aumentou as restrições de circulação de pessoas em todas as cidades mineiras por conta do avanço dos casos da covid-19)

17 ou 18 dias – 12 de maio a 28 ou 29 de maio (entre a eliminação nas semifinais do Mineiro e o início da Série B)

TOTAL: serão 39 ou 40 dias de preparação juntando os três períodos sem jogos por mais de uma semana.

Confira as principais notícias do Cruzeiro no canal da Itatiaia no Youtube


Acesso rápido