Notícias

Cruzeiro: diretor do Inter diz que troca de Pottker por Maurício ‘se reduziu a quase zero’

Rodrigo Caetano afirmou também ser pouco provável que um dos clubes coloque dinheiro para levar um dos atletas

Por Redação, 28/10/2020 às 20:34
atualizado em: 28/10/2020 às 21:34

Texto:

Foto: Ricardo Duarte/Internacional e Divulgação/Cruzeiro
Ricardo Duarte/Internacional e Divulgação/Cruzeiro

O diretor de futebol do Internacional, Rodrigo Caetano, confirmou nesta quarta-feira que houve negociação com o Cruzeiro envolvendo a troca do atacante William Pottker pelo meia Maurício e que as conversas estavam avançadas. No entanto, segundo o dirigente, o vazamento das tratativas na imprensa de Porto Alegre atrapalhou o negócio que, atualmente, tem chance “quase zero” de acontecer.

“Já vi muitas negociações próximas de se concretizarem e retrocederem. Essa negociação tinha chance, mas hoje é reduzida quase a zero. O Pottker, lá atrás, deu uma boa resposta, principalmente na Série B. Foi titular e fez gols. O Pottker tem características raras e os clubes têm interesse. Lembrando que ele tem contrato conosco apenas até o meio do ano que vem. Então, também seria uma boa negociação para nós, mas, infelizmente, acho pouco provável que isso caminhe”, em entrevista à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre.

Rodrigo Caetano afirmou ainda que o interesse do Cruzeiro em Pottker é antigo. A Raposa já tentou contratar o jogador há alguns meses, mas as conversas não avançaram. "Essa situação do interesse do Cruzeiro pelo Pottker é antiga. Ela já teve para acontecer, depois o Pottker teve uma oportunidade para sair para a Turquia, uma saída frustrada”, disse.

Como as negociações pela troca esfriaram, Rodrigo Caetano acredita ser muito difícil a saída de Pottker para o Cruzeiro sem a inclusão de outro jogador, já que o clube celeste não teria condições de colocar dinheiro na transação, assim como o Inter não tem recursos financeiros para bancar a contratação de Maurício sem ceder algum atleta.

“Pouco provável. Porque nós não temos recursos e a possibilidade que temos de fazer negócio é por meio de troca, algum tipo de movimento no mercado que envolva atletas. O nosso grupo não é extenso, é de bom número. Então, para fazer esse movimento, não dá para você simplesmente abrir mão do jogador. A não ser que fosse uma compra, aí tudo bem. Mas não é o caso, e não sei se o Cruzeiro estaria também na condição de fazer a aquisição”, concluiu.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O #itatiaianãoperdeclássico desta quarta-feira conta a história de um Atlético e Cruzeiro ocorrido no dia 2 de dezembro. O ano escolhido foi 2012, com os clubes se enfrentando...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Medida foi tomada devido ao aumento no número de casos e mortes por coronavírus. #Itatiaia

    Acessar Link