Notícias

Conselho de Saúde alerta aumento abusivo de preços de equipamentos de proteção em BH

Por Redação, 21/05/2020 às 19:22
atualizado em: 21/05/2020 às 19:51

Texto:

Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado
Leopoldo Silva/Agência Senado

O Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte acionou o Ministério Público e o Procon para denunciar aumentos exorbitantes nos preços de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) usados por profissionais da saúde, especialmente durante a pandemia da covid-19.

A presidente do conselho, Carla Anunciata, revela que o aumento mais gritante foi o da máscara cirúrgica. “Em 5 de dezembro de 2019, ela custava R$ 0,10 a unidade, e, no dia 27 de abril de 2020, passou a custar R$ 3,90. Isso significa uma porcentagem de aumento e de lucro de 3.800%. É inadmissível isso”. 

Carla afirma que o conselho avalia não existir justificativa em conformidade com a lei para o aumento abusivo. O objetivo da denúncia, segundo ela, é que as empresas sejam punidas para que se evite essa prática, uma vez que o problema atinge todas as áreas da saúde. A presidente do conselho diz que alguns hospitais já relataram aumentos de até 5.000%. “O poder público não conseguindo comprar, vai faltar equipamento para os profissionais usarem”, finaliza.

O conselho é um órgão independente e fiscalizador do SUS. Ele é ligado à Secretaria Municipal de Saúde e reúne profissionais das nove regionais sanitárias de Belo Horizonte.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    “O bolsão que se rompeu possuía a capacidade de 1 milhão de metros cúbicos de água e a barragem que recebeu esse volume de água possuía a capacidade para 4 milhões de metros c...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Motoristas que passam pelo local devem redobrar a atenção, pois houve derramamento de óleo na pista.

    Acessar Link