Notícias

Com um a mais, Fluminense bate Sport e se recupera na briga para ir à Libertadores

Embate que terminou em 1 a 0 foi marcado por fortes emoções, intervenções do VAR e lances polêmicos

Por Estadão Conteúdo, 16/01/2021 às 22:26
atualizado em: 16/01/2021 às 22:30

Texto:

Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC
MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Com a vitória, Fluminense fica na sétima posição, com 46 pontos

O Fluminense venceu, neste sábado, o Sport em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O embate, que terminou em 1 a 0, foi marcado por fortes emoções, intervenções do VAR e lances polêmicos. O time, que vinha de goleada de 5 a 0 para o Corinthians, soube se impor para encontrar espaços e alcançar o triunfo, se recuperando na competição.

Com o resultado, o Fluminense fica na sétima posição, com 46 pontos, dois a menos que o Palmeiras, na briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores. O Sport, com 32 pontos, não criou a desejável distância da zona de rebaixamento.

O JOGO - No primeiro tempo, o domínio foi inteiro do Fluminense, que detinha a posse de bola, mas padecia pela falta de criatividade. O Sport se valia de todo erro do adversário para avançar e buscar o contra-ataque. Nos minutos iniciais, já veio o primeiro lance discutível, quando Lucca, ao tabelar com Yago Felipe, disputou com Patric e foi ao chão. Heber Roberto Lopes realizou a conferência junto à arbitragem de vídeo, mas mandou a partida seguir, apesar dos pedidos dos jogadores do Fluminense por pênalti.

Aos 10 minutos, Fred assustou ao tocar para Michel Araújo, que chutou forte mas alcançou o travessão. Foi o único lance de emoção por algum tempo, uma vez que o jogo seguiu travado no meio-campo, sem que as equipes conseguissem avançar.

A emoção voltou à partida em belíssimo lance que se iniciou com cobrança de escanteio de Danilo Barcelos, neutralizada pela defesa do Sport, que rapidamente engatou o contra-ataque. Com velocidade e garra, o Sport ganhou fôlego e avançou até chegar em Patric, pela esquerda da área, que isolou a bola. Estava, porém, impedido. O lance acordou a equipe de Recife, que logo emendou com Raul Prata um passe rasteiro pela direita, encontrando Dalberto, que chutou. Mas Luccas Claro salvou o Fluminense.

Apesar de o Fluminense ser mais ofensivo, faltava criatividade e a primeira boa chance veio apenas aos 35 minutos, em cobrança de falta de Danilo Barcelos, que mandou próximo à trave de Luan Polli. Em seguida, Calegari caiu após dura entrada de Júnior Tavares. O árbitro pediu a revisão do VAR e, após a verificação do lance, sacou o cartão vermelho, aos 39 minutos, deixando a equipe comandada por Jair Ventura com um a menos.

Com 5 minutos de acréscimos, a primeira etapa prosseguiu com lances emocionantes, com a bola terminando no gol do Sport. Em lance iniciado em outra cobrança de escanteio de Danilo Barcelos, Michel Araújo encontrou espaço e mandou para dentro. Porém, prontamente a arbitragem apontou falta de Luccas Claro em Adryelson, antes mesmo da bola entrar.

No início do segundo tempo, a equipe carioca voltou com mais presença ofensiva, mas também falhando em evitar que o time adversário criasse chances. O ritmo aumentou. O único gol da partida, aos 3 minutos, também teve seu caráter dramático, com passe de Calegari, que cruzou para o cabeceio de Lucca, já na área. A controvérsia veio da dúvida se o gol foi de Lucca ou contra, de Patric, em quem a bola bateu antes de entrar. Coube ao protagonista do embate, o VAR, responder a questão e como a bola encostou, porém não teve sua trajetória afetada pelo choque com o jogador do Sport, o gol atribuído a Lucca.

Mesmo com um a menos, o Sport seguiu criando chances, oferecendo dificuldade e pressão ao rival. A marca do empate quase veio com Dalberto, aos 19 minutos, que cabeceou forte no travessão. O atacante continuou a ofensiva, mandando chute forte de fora da área, aos 24, que não entrou, mas assustou.

Conforme o tempo passava, o Sport crescia e pressionava o Fluminense, impedindo o adversário de se valer da vantagem numérica para aumentar a diferença no placar. O último lance de perigo veio aos 43 minutos, com cobrança de Patric, que alcançou o cabeceio de Marcão Silva, passando perto do gol do Fluminense.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 0 SPORT

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Martinelli, Yago Felipe, Michel Araújo (Nenê) e Luiz Henrique (Caio Paulista); Fred (Felippe Cardoso)e Lucca (Hudson). Técnico: Marcão.

SPORT - Luan Polli; Raul Prata (Hernane), Iago Maidana, Adryelson (Ricardinho) e Junior Tavares; Marcão Silva, Ronaldo Henrique (Ewerthon), Betinho, Patric e Marquinhos (Sander); Dalberto (Mikael). Técnico: Jair Ventura.

GOL - Lucca, aos três minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fred (Fluminense) e Sander (Sport)

CARTÃO VERMELHO - Júnior Tavares.

ÁRBITRO - Héber Roberto Lopes (SC).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Engenhão, no Rio (RJ).

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ao todo 37.283 óbitos foram registrados desde o início da pandemia #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Um dos motivos alegados na portaria é o impacto epidemiológico das novas variantes do coronavírus #itatiaia

    Acessar Link