Notícias

Casos de inchaço na pálpebra crescem por uso de máscara e falta de higiene

O terçol é uma bolinha vermelha que costuma crescer nas pálpebras e, em alguns casos, o paciente pode até ser submetido à cirurgia

Por Helen Araújo , 21/11/2021 às 09:40
atualizado em: 21/11/2021 às 09:46

Texto:

Foto: Pixabay/Banco de Imagens
Pixabay/Banco de Imagens
00:00 00:00

Uma boa higiene é a chave para combater e evitar vários problemas e doenças. O hordéolo, popularmente conhecido como terçol, que é uma bolinha vermelha que costuma crescer nas pálpebras, se intensificou durante a pandemia.

Com o uso obrigatório da máscara, os casos de terçol aumentaram no mundo, porque o ar expelido pelo nariz e pela boca, que contém microrganismos, sobe em direção aos olhos e pálpebras aumentando o surgimento da inflamação.

Por isso, manter a região sempre limpa pode reduzir as chances de desenvolver o terçol, mas não é só isso, por ser considerada doença comum, ela pode surgir por vários outros motivos e em todas as fases da vida.

“Tersol é o nome popular de uma lesão palpebral chamada cientificamente de calázio ou hordéolo. O calázio é uma lesão inflamatória crônica causada pela retenção de secreções sebáceas das glândulas palpebrais. O calázio infectado secundariamente é conhecido como hordéolo interno ou externo”, explica a oftalmologista Ana Paula Fernandes de Souto, que é cooperada da Unimed BH.

De acordo com a médica, a lesão pode surgir por causa da oleosidade da pele e baixa imunidade causada por distúrbios emocionais. “Essa lesão surge através de uma inflamação de uma glândula sebácea palpebral gerando bloqueio dos orifícios desta glândula. Os mais comuns são: oleosidade excessiva da pele e alterações das glândulas sebáceas da pele palpebral. Outros fatores relevantes incluem baixa da imunidade provocada por ansiedade ou distúrbios emocionais”.

A doença não é transmissível, mas requer acompanhamento de um especialista. “Tem como prevenir com higienização da pele palpebral e cílios, alimentação saudável rica em fibras e pobre em gordura e controle emocional. No período inflamatório, o tratamento básico é o uso de colírio ou pomada oftalmológica prescrita pelo médico mais calor local compressa morna e higiene palpebral”.

Além disso, a oftalmologista explica que em alguns casos o tratamento pode precisar do uso de antibiótico oral e, em fase crônica ou cística, o paciente pode ser submetido à cirurgia.

“Um terço destas lesões tem resolução espontânea e geralmente não complicam. Então podemos dizer que o terçol não se trata de uma lesão grave. A consulta médica se faz necessária desde o início do aparecimento da lesão, para melhor diagnóstico e orientação do paciente com finalidade de melhora clínica e prevenção no aparecimento de novas lesões”, finaliza a médica.  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    E a tendência é que os números continuem subindo. O pico de casos da doença é esperado para a última semana de janeiro

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Estavam no veículo atingido uma criança de 2 anos. O Homem foi preso por embriaguez ao volante

    Acessar Link