Notícias

Capetinha turbina clássico pela primeira fase da Sul-Minas de 2002

Por Alexandre Simões, 22/02/2021 às 22:59
atualizado em: 22/02/2021 às 23:02

Texto:

Foto: Reprodução
Reprodução

Edilson Capetinha com a camisa do Cruzeiro

O Cruzeiro era o atual campeão da competição. O Atlético ainda buscava seu primeiro título no século. Com os dois contando com bons times, eram favoritos ao título da Copa Sul-Minas de 2002, que foi a última edição do torneio.

O clássico entre eles na primeira fase tinha uma grande atração: Edílson, o Capetinha, tinha acabado de chegar à Toca da Raposa e pela primeira vez encarava o Galo com a camisa celeste.

Foram quase 80 mil pessoas no Mineirão, no primeiro dos três confrontos entre os rivais pela competição. E Edílson impediu a derrota cruzeirense empatando a partida logo depois de Edgar abrir o placar.

A FICHA DO JOGO
CRUZEIRO
1
Jefferson; Maicon, Luisão, Cris e Sorín; Fernando Miguel (Augusto Recife), Ricardinho e Jorge Wagner (Lúcio); Juissiê (Jorginho Paulista), Fábio Júnior e Edílson. Técnico: Marco Aurélio
ATLÉTICO 1
Velloso; Baiano, Marcelo Djian, Edgar e Jefferson; Gilberto Silva, Djair e Cleison (Bosco); Rodrigo, Guilherme e Marques. Técnico: Levir Culpi
DATA: 23 de fevereiro de 2002
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Copa Sul-Minas
GOLS: Edgar, aos 16, e Edilson, aos 23 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Wagner Tardelli (RJ), auxiliado por Helbert Costa Andrade e Edgard Abreu
CARTÃO AMARELO: Fernando Miguel, Maicon, Cris, Sorín, Edílson e Augusto Recife (Cruzeiro); Velloso, Baiano, Marcelo Djian, Edgar, Jefferson, Gilberto Silva, Djair, Cleison e Marques (Atlético)
PÚBLICO: 72.240
RENDA: R$ 706.206,00

MAIS HISTÓRIA
OUTRO
JOGO: Cruzeiro e Atlético disputaram cinco amistosos antes do início do Campeonato da Cidade (Mineiro) de 1947. O segundo deles foi no Barro Preto, e os donos da casa fizeram a festa, com dois gols do atacante Abelardo, em partida que teve 80 minutos, numa época em que o tempo regulamentar já era 90.

A FICHA DO JOGO
CRUZEIRO
2
Geraldo II; Bibi e Bituca (Duque); Adelino, Ceci e Bené; Nogueirinha (Alcides), Orlando Fantoni, Abelardo, Ismael e Milton. Técnico: Bengala
ATLÉTICO 0
Kafunga (Orlando); Afonso e Oldack; Mexicano, Carango e Silva (Zé do Monte); Tiãozinho, Lauro, Nívio, Lêro e Barros (Mário de Souza). Técnico: Félix Magno
DATA: 23 de fevereiro de 1947
LOCAL: Estádio do Barro Preto
MOTIVO: Amistoso
GOLS: Abelardo, aos 25 minutos do primeiro tempo; Abelardo, aos 30 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Francisco Graça Filho
RENDA: Cr$ 7.478,00

NASCIMENTO: Em Mossoró (RN), em 1967, nasce Raimundo Nonato da Silva, lateral-esquerdo que defendeu o Cruzeiro de 1990 a 1997 e foi um dos grandes nomes do clube no período, marcado por grandes conquistas.

Ele foi bicampeão da Supercopa (1991 e 1992) e da Copa do Brasil (1993 e 1996). Além disso, venceu quatro edições do Campeonato Mineiro (1992, 1994, 1996 e 1997), a Copa Master (1995), Copa Ouro (1995) e a Copa dos Campeões Mineiros (1991).
Como capitão do time, ergueu várias dessas traças. Participou dos grandes clássicos dos anos 1990 e teve duelos memoráveis com Sérgio Araújo e, depois, Euller.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Medida adotada pelo Governo do Estado vale pelo período de 14 dias, até 19 de março. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    MAIS RESTRIÇÕES! Entre as medidas da nova onda está o toque de recolher entre 20h e 5h. Só serviços essenciais podem funcionar. #Itatiaia

    Acessar Link