Notícias

Câmara de Nova Lima abre processo de cassação contra vereador suspeito de 'rachadinha'

Tiago Tito (PSD) já está preso suspeito de ameaçar uma funcionária que não quis participar do esquema

Por João Felipe Lolli , 02/06/2021 às 10:04
atualizado em: 02/06/2021 às 14:53

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

A Câmara de Vereadores de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, aprovou, por unanimidade, nessa terça-feira (1º) abertura de processo de cassação contra o vereador Tiago Tito (PSD). Juliana Sales, Danúbio Machado e Viviane Matos são as parlamentares que vão compor a comissão processante. 

O pedido de cassação é do advogado Mariel Marra, famoso por apresentar pedidos de cassação em diversas câmaras legislativas de Minas Gerais. 

Tiago Tito e o chefe de gabinete foram presos no início de maio suspeitos de ameaçarem uma funcionária após ela se negar a participar de um esquema de “rachadinha”—  quando um parlamentar monta um esquema em que funcionários do gabinete são obrigados a devolver parte do salário recebido todo mês. A funcionária em questão chegou a ter o carro incendiado. 

O esquema foi exposto em operação conjunta da Polícia Civil e do Ministério Público. O vereador Thiago Tito, que segue preso, nega o esquema. 

A comissão processante formada na Câmara de Vereadores de Nova Lima vai apresentar parecer nas próximas semanas recomendando a cassação do mandato do parlamentar ou pedindo o arquivamento do processo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Brasil enfrenta as holandesas neste sábado, às 8h (horário de Brasília). #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ➡ Pedido de derrubada do decreto foi feito pelos vereadores da Frente Cristã da CMBH. #Itatiaia

    Acessar Link