Notícias

Boca pretende não inscrever Pavón na Libertadores e usar punição como barganha: entenda

Jogador recebeu gancho de seis partidas por conta de confusão no Mineirão

Por Cláudio Rezende e Hugo Lobão | 29/01/2022 às 07:00
Pedro Souza/Atlético
Foto: Pedro Souza/Atlético

A punição de seis jogos dada pela Conmebol ao atacante Pavón pode servir de barganha para o Boca Juniors em uma negociação com o Atlético. O clube mineiro já tem um pré-contrato encaminhado com o jogador para o segundo semestre, mas os argentinos não pretendem inscrevê-lo na Copa Libertadores, o que seria um problema para o Galo.

Na teoria, não haveria necessidade de nenhum tipo de conversa entre as duas agremiações, já que o vínculo do atleta com o time "xeneize" se encerraria antes da transferência.

O problema para o Atlético é que, se Pavón não for inscrito pelo Boca na primeira fase da Libertadores, ele terá que cumprir a punição na competição depois de ser contratado pelo clube alvinegro. Dessa forma, o atacante poderia atuar apenas em uma eventual final, já que cumpriria o gancho nas oitavas, nas quartas e também nas semifinais.

A situação é vista pelo Boca como uma oportunidade de ganhar alguma quantia com a negociação do jogador, que é revelado na base do clube e sairia de graça ao término do contrato. 

Como de praxe, o Atlético não comenta detalhes de negócios em andamento.

Confira as principais notícias do Atlético no canal da Itatiaia no Youtube


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou