Notícias

Após embolia, estado de saúde de Paulo Gustavo passa a ser de 'extrema gravidade'

Piora clínica ocorreu na noite desse domingo após redução dos sedativos, que possibilitou que ator interagisse com equipe médica e marido

Por Da Redação , 03/05/2021 às 17:24
atualizado em: 03/05/2021 às 17:29

Texto:

Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Reprodução/ Redes Sociais

Paulo Gustavo está internado desde o dia 13 de março para o tratamento da covid-19

O ator Paulo Gustavo, de 42 anos, sofreu uma piora em seu estado de saúde nesse domingo (2). O agravamento da situação clínica do humorista se deu após uma embolia devido à uma fístula broncovenosa, que é uma abertura entre os pulmões e as veias. 

A informação foi passada à imprensa nesta segunda (3) pela assessoria do comediante. No comunicado, a assessoria explica que a equipe médica que atende Paulo Gustavo chegou a reduzir os sedativos e o bloqueador neuromuscular, fazendo com que o paciente acordasse na tarde desse domingo. Dessa forma, o ator chegou a interagir com a equipe médica e com o marido, o dermatologista Thales Bretas. 

Porém, no período da noite, Paulo Gustavo sofreu uma súbita piora. Ele chegou a um agravamento acentuado dos níveis de consciência e dos sinais vitais. Nesse momento, de acordo com o comunicado, havia ocorrido uma embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Por fim, a nota da assessoria explica que a situação clínica do artista é instável e de extrema gravidade. 

Paulo Gustavo está internado desde o dia 13 de março em um hospital particular do Rio de Janeiro, onde se trata da covid-19. Devido as complicações apresentadas devido a doença, ele precisou ser transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo, onde segue em observação.   
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ao todo 37.283 óbitos foram registrados desde o início da pandemia #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Um dos motivos alegados na portaria é o impacto epidemiológico das novas variantes do coronavírus #itatiaia

    Acessar Link