Notícias

Análise de esgoto aponta que covid-19 perdeu força em Belo Horizonte e Contagem

A informação é do projeto-piloto Monitoramento COVID Esgotos, que aponta que o número de infectados pode chegar a 200 mil

Por Clever Ribeiro, 19/08/2020 às 18:58
atualizado em: 19/08/2020 às 19:04

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Mara Damasceno/PBH
Mara Damasceno/PBH

RESUMO

  • Análise de esgoto aponta que covid-19 perdeu força em Belo Horizonte e Contagem
  • A informação é do projeto-piloto Monitoramento COVID Esgotos, que aponta que o número de infectados pode chegar a 200 mil


A avaliação das amostras no esgoto em Belo Horizonte e de Contagem revela que o número de infectados pelo novo coronavírus (covid-19) reduziu bastante nas últimas semanas. A informação é do projeto-piloto Monitoramento COVID Esgotos, que aponta que o número de infectados pode chegar a 200 mil. 

Para se ter uma ideia, há algumas semanas, foram contabilizados mais de 800 mil pessoas infectadas. A pesquisadora da UFMG Juliana Calabria Denise, detalha o projeto. 

“Desde o início do monitoramento, em de 13 de abril, nós verificamos uma evolução da carga viral no esgoto e consequentemente da população estimada infectada. Houve um aumento expressivo dessa estimativa na semana epidemiológica 27, que correspondeu a dia 29 de Junho, onde nós estimamos que 500 mil pessoas estivessem infectadas em Belo Horizonte. Esse número mais ou menos se manteve em 500 mil. Teve um pico, aonde chegamos a este mal 827 mil pessoas no final de julho. Depois, nas três últimas semanas, a gente vem verificando uma queda na carga viral e consequentemente na população estimada infectada. Na última semana, cerca de 200 mil pessoas estariam infectadas”, explicou a especialista. 

A pesquisadora lembra que essa pesquisa tem como base a carga viral encontrada no esgoto da capital. 

“É importante lembrar que as estimativas que a gente faz são baseadas na carga viral encontrada no esgoto. É importante considerar que essa é uma testagem indireta e a gente pega tudo. Isso quer dizer que a gente pega tanto as pessoas sintomáticas que estão convidados, manifesta sintomas e excretas partículas virais nas fezes quantos assintomáticos. Por isso que nossos números são muito maiores do que o número de casos clínicos confirmados de covid-19 divulgado nos boletins epidemiológicos da PBH”, afirma.  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Confira a coluna de Edilene Lopes! #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Mudança foi solicitada pelos dois clubes que jogam pelo torneio nacional no meio da próxima semana #itatiaia

    Acessar Link