Ouvindo...

Times

Incêndios florestais ameaçam prisão no Canadá e obrigam retirada de presos

Centenas de pessoas que trabalhavam em uma usina próxima também foram tiradas de casa por segurança

Duzentos e vinte e cinco presos de uma penitenciária de segurança máxima do Canadá tiveram que ser retirados do local depois que os incêndios florestais que atingem o leste do Canadá chegaram muito próximo ao prédio e ameaçaram os detentos.

A prisão federal de Port-Cartier, situada cerca de 500 km ao norte da cidade de Quebec, foi evacuada no fim de semana, bem como mil moradores da região e 750 trabalhadores de uma usina hidrelétrica em Labrador, mais ao norte.

Leia também:

Em nota, a comissária de serviços penitenciários Anne Kelly disse que a prisão foi fechada e os detentos, “transferidos com sucesso da área afetada para outras instalações correcionais federais seguras”.

Essa prisão abrigou alguns dos criminosos mais notórios do país, incluídos vários assassinos em série.

Leia também

Temporada de incêndios

As autoridades declararam na sexta-feira o estado de emergência local quando os incêndios florestais ameaçaram a cidade de Port-Cartier.

Centenas de trabalhadores da enorme usina hidrelétrica de Churchill Falls também seguiam desalojados neste domingo após de fugirem dos incêndios no início da última semana.

A planta fornece energia à província de Terranova, vizinha a Quebec e outras jurisdições.

O incêndio “continua sendo uma ameaça para a comunidade”, disse em entrevista coletiva o primeiro-ministro de Terranova, Andrew Furey, embora tenha sido “contido em grande medida”.

Jennifer Williams, diretora da companhia hidrelétrica de Terranova e Labrador, comentou que uma equipe mínima permanece no local para manter em funcionamento a usina geradora.

*Com informações da AFP.


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais