Ouvindo...

Times

Quem são os quatro brasileiros mortos pelo Hamas na guerra com Israel

Israel confirmou a morte do brasileiro Michel Nisembaum, 59, no norte da Faixa de Gaza nesta sexta-feira (24)

Com a confirmação da morte do brasileiro Michel Nisembaum, 59, nesta sexta-feira (24), chegou a quatro o número de óbitos de cidadãos brasileiros assassinados pelo grupo terrorista Hamas desde o início da guerra com Israel, em outubro do ano passado. Sete meses após o início do conflito, Israel registrou mais de mil mortos e, pelo menos, 250 reféns. Pelo lado palestino, o Ministério da Saúde registrou cerca de 32 mil mortos e 75 mil feridos em Gaza.

Os quatro brasileiros executados pelos terroristas foram mortos e sequestrados durante a invasão do Hamas ao território israelense em 7 de outubro, e que iniciou a guerra entre a facção terrorista e o exército de Benjamin Netanyahu. As três primeiras mortes foram confirmadas nos dias que se seguiram ao ataque; o quarto e último óbito registrado até o momento apenas nesta sexta, quase oito meses depois.

Em nota nesta manhã, o Ministério das Relações Exteriores afirmou que o Governo Brasileiro reitera a condenação aos atos terroristas praticados pelo Hamas. “O governo brasileiro solidariza-se e manifesta sinceras condolências aos familiares e amigos de Michel Nisembaum, bem como ao povo de Israel”, escreveu o Itamaraty.

Leia também

Saiba quem são os quatro brasileiros mortos pelo Hamas

Ranani Glazer

Primeiro brasileiro a ter a morte confirmada após o ataque terrorista do Hamas, o gaúcho participava do festival de música eletrônica na região Sul de Israel, próximo à Faixa de Gaza, e que foi alvo do ataque terrorista Hamas. Ranani Glazer era natural de Porto Alegre e chegou a servir o Exército de Israel. Ele morreu aos 24 anos.

Bruna Valeanu

A morte da brasileira de 24 anos foi a segunda confirmada após o atentado no festival de música. Ela era natural do Rio de Janeiro e, com dupla nacionalidade, morava há oito anos em Israel, onde estudava Comunicação e Sociologia.

Karla Stelzer

A carioca de 42 anos também estava na rave. O corpo dela foi encontrado seis dias depois do atentado. Karla Stelzer vivia há 11 anos em Israel e deixou um filho de 19 anos, que serve o exército israelense.

Michel Nisembaum

O brasileiro de 59 anos foi sequestrado pelo Hamas à ocasião da invasão do território israelense. As forças do país, que confirmaram a morte nesta sexta, esclareceram que Michel foi assassinado ainda em outubro, e que o corpo dele foi escondido pelos terroristas. O Hamas sequestrou o brasileiro enquanto ele estava a caminho para buscar uma neta em uma base militar no Norte de Israel.


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais