Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

‘Luta pela vida': após ataque, primeiro-ministro da Eslováquia está no centro cirúrgico em estado crítico

Robert Fico foi baleado nesta quarta-feira (15), após uma reunião de gabinete em Handlova; suspeito foi identificado e preso pela polícia local, segundo a presidente do país

Robert Fico, primeiro-ministro da Eslováquia, está internado em estado crítico após ser baleado com vários tiros nesta quarta-feira (15), após uma reunião de gabinete na localidade de Handlova.

O primeiro-ministro foi encaminhado de helicóptero ao hospital de Banska Bystrica, logo após o ataque. O suspeito foi identificado e preso pela polícia local, segundo a presidente da Eslováquia, Zuzana Caputova.

Leia também

O ministro do Interior Matus Sutaj Estok, informou que Fico está em cirurgia. “Recebemos informação dos médicos que o estão operando de que se encontra em estado crítico e que sua vida corre perigo”, informou o ministro a jornalistas no hospital onde o chefe de governo é atendido.

Segundo o jornal “Dennik N daily”, um dos representantes que está no hospital é o Ministro da Justiça, Boris Susko, que declarou que um ataque à vida de uma pessoa numa sociedade democrática é inaceitável, independentemente da ‘bússola’ política. Susko acrescentou que ficou chocado com as reações de pessoas que, segundo ele, agora espalham 'ódio nojento’.

Repercussão do ataque

Após o ataque contra o primeiro-ministro da Eslováquia, o Governo do Brasil, emitiu uma nota de repúdio e votos de recuperação a Fico.

‘O governo brasileiro tomou conhecimento, com consternação, do atentado ocorrido hoje, 15 de maio, contra o primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico. Ao reiterar seu firme repúdio a qualquer ato de violência política, o Brasil faz votos pela pronta recuperação do primeiro-ministro Fico e manifesta sua solidariedade ao povo e ao governo da Eslováquia’.

O presidente-eleito da Eslováquia, Peter Pellegrini, disse ter ficado ‘horrorizado’ ao saber do ataque contra seu aliado.

‘Uma tentativa de assassinato contra um dos mais altos detentores de cargos constitucionais é uma ameaça sem precedentes à democracia eslovaca’, acrescentou ele no X.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, também condenou veemente o ataque.

‘Condeno veementemente o ataque insidioso ao Primeiro-Ministro Robert Fico. Tais actos de violência não têm lugar na nossa sociedade e minam a democracia como o nosso valor mais precioso partilhado. Os meus pensamentos estão com o Primeiro-Ministro Fico e a sua família’.

Pró-Rússia e nacionalista

Fico foi o mais votado nas eleições gerais de setembro de 2023. E construiu a campanha apoiando Putin, contra a ajuda da União Europeia e da Otan à Ucrânia.

O partido de Fico, o Direção Social-Democracia (Smer-SSD), é mais nacionalista e socialmente conservador, criticando o liberalismo social, que diz ser imposto a partir de Bruxelas.

*Com informações da AFP
*Sob supervisão de Marina Borges


Participe dos canais da Itatiaia:

Giullia Gurgel é estudante de jornalismo e estagiária da Itatiaia.
Leia mais