Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Morre homem que queimou o próprio corpo em frente ao tribunal onde Trump é julgado

Testemunhas disseram que homem jogava panfletos e depois, se encharcou com uma substância e ateou fogo ao próprio corpo

O homem que ateou fogo sobre si em frente ao tribunal de Nova York, onde Donald Trump está sendo julgado, não resistiu aos ferimentos e morreu neste sábado (20).

A polícia o identificou como Maxwell Azzarello, de Saint Augustine, Flórida, nascido em 1987. Várias testemunhas disseram que o viram lançar panfletos para o alto e depois abrir um recipiente, derramar o conteúdo sobre o corpo e atear fogo em si próprio com um isqueiro, em uma praça perto do tribunal.

O homem foi hospitalizado em estado grave na sexta-feira (19). Um porta-voz da polícia de Nova York confirmou à AFP na manhã deste sábado que ele não resistiu aos ferimentos.

O incidente ocorreu pouco depois que o tribunal concluiu a seleção de jurados, 12 titulares e 6 suplentes, que selarão o destino de Trump neste julgamento histórico.

Trump, que pretende voltar à Casa Branca nas eleições de novembro, é acusado de ocultar um pagamento a uma ex-atriz pornô para comprar o seu silêncio na reta final da campanha para as eleições de 2016, às quais venceu.

*matéria com informações de AFP*

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais