Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Mísseis disparados pela Rússia deixam seis mortos e dezenas de feridos na Ucrânia

De acordo com autoridades ucranianas, foram mais de 40 mísseis disparados no último ataque

Vista de Kiev, capital da Ucrânia, cidade bombardeada no último ataque

Vista de Kiev, capital da Ucrânia, cidade bombardeada no último ataque

Google Maps | Reprodução

Seis civis morreram e dezenas ficaram feridos em um ataque aéreo feito pela Rússia contra as cidades ucranianas Kiev e Kharkiv, anunciaram as autoridades do país nesta terça-feira (23). Oleg Sinegubov, governador da região de Kharkiv, informou ainda que mais de 50 pessoas ficaram feridas.

Um fotógrafo da AFP viu na manhã desta terça socorristas retirando feridos e buscando sobreviventes em meio aos escombros de um edifício em ruínas. Em Pavlograd, na região central de Dnipropetrovsk, ‘uma pessoa morreu, e outra ficou ferida’, segundo as autoridades locais.

Leia Também

Em Kiev, 22 pessoas ficaram feridas, disse o prefeito da capital, Vitali Klitschko, acrescentando que ‘13 foram hospitalizadas, incluindo três crianças’. Segundo o ministro do Interior, uma pessoa em um hospital se encontra em ‘estado de morte clínica’, mas as autoridades da capital ainda não confirmaram esse óbito.

Em um bairro da capital, um edifício e vários veículos pegaram fogo, segundo a mesma fonte. A ogiva não detonada de um míssil também foi encontrada em um apartamento.

Outras três pessoas ficaram feridas por fragmentos de mísseis na região de Kiev, disse o chefe da administração militar, Ruslan Kravchenko.

O primeiro-ministro ucraniano, Denys Chmygal, prometeu que seu país ‘fará a Rússia pagar pelo sofrimento e pela dor que causou’.

Anteriormente, o gabinete do prefeito de Kharkiv havia relatado que o bombardeio desta cidade causou ‘a destruição completa de uma seção de um prédio de apartamentos’.

Segundo o comandante em chefe do Exército ucraniano, Valeriy Zaluzhny, a Rússia disparou 41 mísseis contra a Ucrânia. No total, a defesa antiaérea destruiu 21, segundo a mesma fonte.

A Ucrânia está pedindo urgentemente a seus aliados ocidentais mais meios de defesa antiaérea para fazer frente às tropas russas, que lançaram uma ofensiva contra seu vizinho que dura quase dois anos.

Moscou negou ter alvejado civis nos bombardeios desta terça-feira, alegando que ataca apenas alvos militares.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

AFP
Agence France-Presse é uma agência de notícias francesa, a AFP cobre a atualidade mundial com uma qualidade única de produção multimídia em vídeos, textos, fotos e infográficos em seis línguas.
Leia mais