Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Ataque em mercado de Donetsk, na Ucrânia, mata ao menos 25 pessoas

Ataque feito em cidade da Ucrânia controlada pela Rússia aconteceu no domingo (21), quando o local costuma ficar mais cheio

Ataque em Donetsk, na Ucrânia

Ataque em mercado de Donetisk, na Ucrânia, mata ao menos 25 pessoas

Divulgação | DW News

Ao menos 25 pessoas morreram em um ataque em um mercado de Donetsk, cidade do leste da Ucrânia sob controle russo, anunciou, neste domingo (21), o chefe da administração instalada por Moscou na região. “Por enquanto, confirmou-se a informação de 25 mortos. Pelo menos outras 20 pessoas ficaram feridas”, informou Denis Pushilin no Telegram.

“O mercado foi atacado no domingo, quando há mais gente”, disse.

Veículos de comunicação estatais russos compartilharam vídeos em que viam-se vitrines destruídas e vidraças quebradas, juntamente com o que pareciam corpos que jaziam no chão.

Nos últimos meses, tanto a Rússia quanto a Ucrânia trocam acusações sobre uma forte escalada de ataques em áreas civis.

“O regime neonazista de Kiev, apoiado pelos Estados Unidos e seus satélites, cometeu mais uma vez um ato terrorista bárbaro contra a população civil da Rússia”, reagiu, em um comunicado, o ministério russo das Relações Exteriores.

O ataque foi realizado com seis salvas de artilharia disparadas de Avdiivka, epicentro dos combates e ainda sob controle de Kiev, acrescentou a pasta.

A Ucrânia ainda não se pronunciou sobre a acusação e a AFP não pôde verificar imediatamente as circunstâncias do ataque

“As pessoas gritavam”

Segundo as autoridades, o ataque atingiu um subúrbio do sudoeste da cidade, a menos de 15 km da frente de batalha.

Uma moradora de Donetsk, chamada Tatiana, disse ter ouvido um projétil passando sobre sua cabeça e se escondeu debaixo de seu posto no mercado.

“As pessoas gritavam, uma mulher chorava. Vi que saía fumaça”, contou ela a um veículo local.

“O que este local tem de militar? Isto não é mais que um mercado qualquer”, gritou outra moradora, também chamada Tatiana, presente no momento do ataque.

Este foi um dos ataques mais mortais em Donetsk desde que Moscou iniciou sua ofensiva contra a Ucrânia, em fevereiro de 2022.

Donetsk ficou sob controle dos separatistas pró-russos em 2014 e desde então tem sido bombardeada regularmente pelo exército ucraniano.

Na noite do Ano Novo, quatro pessoas morreram ali e outras 13 ficaram feridas, inclusive jornalistas, segundo as autoridades locais.

Incêndio em terminal de gás russo

Em uma tentativa de frear o avanço russo e em represália a ataques em seu território, o exército ucraniano também lançou ataques com drones e mísseis no país vizinho nas últimas semanas.

A Rússia informou que um incêndio foi registrado durante a madrugada de domingo em um terminal de gás natural no porto de Ust-Luga, no Mar Báltico, sem informar a causa.

A empresa administradora do terminal, Novatek, informou que não houve vítimas e que o incêndio, provocado “por um fator externo” estava “atualmente localizado” no terminal, situado 110 km a oeste de São Petersburgo.

Esta semana, as forças ucranianas reivindicaram dois ataques contra depósitos de petróleo na Rússia, um deles na região de Leningrado, onde fica Ust-Luga.

O Ministério russo da Defesa informou, neste domingo, sobre ataques ucranianos “frustrados” durante a noite, sem mencionar até o momento nenhum incidente na região de Leningrado.

A página na internet da Novatek indicou que o complexo de Ust-Luga transforma gás natural condensado em nafta, combustível para reatores e componentes de combustível para barcos.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

AFP
Agence France-Presse é uma agência de notícias francesa, a AFP cobre a atualidade mundial com uma qualidade única de produção multimídia em vídeos, textos, fotos e infográficos em seis línguas.
Leia mais