Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Receita de maxixada

Dependendo do estado do Nordeste, o jeito de produzir a maxixada sofre variações

Você sabia que o maxixe, tão presente na culinária nordestina, é uma hortaliça de origem africana e chegou ao Brasil em tempos coloniais?

O nome maxixe vem da língua africana ‘Banto’. Ele é da mesma família da abóbora, do pepino, melão e da melancia.

Leia também

Variações do prato

A maxixada é uma receita que sofre variações. Em Pernambuco, o maxixe é cortado em rodelas e feito com carne verde, ou seja, carne fresca e sem sal.

Na Bahia, a receita é elaborada com carne desfiada ou camarão seco. Já no Ceará, com carne-seca.

Leite-de-coco, cebola e coentro aparecem em todas as receitas. É um ótimo acompanhamento para carnes, aves e linguiça.

Segundo a pesquisadora Ana Rita Dantas Suassuna, autora do livro Gastronomia Sertaneja – Receitas que contam histórias, no Nordeste, a maxixada faz parte do cardápio da Semana Santa e é servida com os preparos de peixe.

Receita de maxixada

Por Ana Rita Dantas Suassuna

Ingredientes
  • 1 tigela de maxixe verdoso
  • 1 coco grande
  • ½ tigela de coentro e cebolinha picados
  • 1 cebola da terra (roxa) picada
  • 2 dentes de alho sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de fazer
  • Lave os maxixes, raspe e corte em rodelas - quando bem verdinhos, ou do mesmo tamanho, deixar inteiros;
  • Reserve;
  • Raspe o coco, aqueça, tire o leite grosso e reserve;
  • Coloque os maxixes em uma panela com pouca água fervendo e todos os temperos;
  • Cozinhe em fogo baixo;
  • Quando estiverem cozidos (cozinham rápido), prove o sal e retire a panela do fogo;
  • Na hora de servir, acrescente levemente o leite de coco, leve ao fogo baixo até ferver;
  • Sirva quente.

Acompanha carnes, aves, fígado, linguiça e ovo. Na Semana Santa, a receita faz parte do cardápio tradicional para servir com peixes.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Carolina Daher é jornalista, curadora do Fartura - Comidas do Brasil. Colunista da Revista Encontro, é responsável pela Encontro Gastrô, maior premiação gastronômica de Belo Horizonte. Escreve sobre cultura alimentar para CNN. Com passagens pelas revistas Veja, Playboy e Estilo vive nas Gerais e caminha pelo mundo em busca de histórias e sabores. Formada em gastronomia, é pesquisadora e cozinheira de comida boa.
Leia mais