Ouvindo...

Times

Darlan conquista 1º título da Superliga e é eleito o melhor jogador do torneio

Oposto de 21 anos coroa temporada especial com prêmios de jogador mais valioso e melhor oposto

O oposto Darlan fechou a temporada 2023/2024 com chave de ouro. Neste domingo (28), o atacante conquistou o seu primeiro título da Superliga Masculina de Vôlei na carreira, com vitória na final sobre o Vôlei Renata por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/23 e 25/20, no ginásio Geraldão, em Recife. Ele ainda recebeu os prêmios de MVP (jogador mais valioso) e de melhor oposto do campeonato.

O carioca, que em abril quebrou duas vezes o recorde de pontos em uma partida da Superliga, com 41 e 48 em partidas dos playoffs, foi o maior pontuador da decisão, com 22 (18 de ataque, dois de bloqueio e dois de saque). Com isso, terminou esta edição como o atleta que mais vezes colocou a bola na quadra adversária: 626 acertos no total. Além disso, liderou as estatísticas de saque, com 55 aces.

Com a torcida especial da mãe, Dona Aparecida, que viajou do Rio de Janeiro até Recife para assistir à decisão, Darlan levou para a quadra toda a energia com a qual os brasileiros se acostumaram, fez mais uma vez a diferença a favor de sua equipe e comemorou o grande momento na carreira.

“Ainda não consigo assimilar tudo o que está acontecendo desde o ano passado. É um momento único na minha vida. Agora é comemorar um pouco. Quando minha mãe está presente, eu não perco (risos). Depois da Superliga, vou pensar um passo de cada vez. Se a convocação vier, quero muito voltar a treinar em Saquarema e reencontrar a torcida na Liga das Nações, no Maracanãzinho”, disse Darlan, que no ano passado foi destaque da Seleção Brasileira na conquista da classificação para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Leia também

A taça é motivo de muito orgulho para o carioca, que cresceu na Baixada Fluminense, começou a praticar o voleibol por incentivo do irmão Alan, também oposto, e alcançou o mais alto nível nas categorias de base do Sesi. Antes, passou por AABB, Flamengo e Fluminense.

Muito celebrado pela torcida pernambucana, Darlan brilhou nos ataques e teve participação importante também na defesa da equipe comandada pelo técnico Anderson Rodrigues.

No segundo set, o Sesi Bauru começou atrás, mas teve tranquilidade para buscar a reação, mantendo a característica coletiva. Para isso, contou com os saques potentes de Darlan.

O terceiro set foi a coroação de um grande trabalho do Sesi Bauru. Teve muita participação de Darlan nos ataques e no saque, e aplicação tática do grupo. O ponto do título não poderia ser de outro jogador. Darlan colocou a bola no chão e celebrou o feito com um abraço apertado em Dona Cida.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
João Vitor Cirilo é âncora e repórter. Jornalista na Itatiaia desde 2019, apresenta o Rádio Esportes e ancora as Jornadas Esportivas. Cobre futebol e também o esporte olímpico, no podcast Todo Esporte.