Ouvindo...

Times

Reforço do Praia, Macris crava maior diferença entre Superliga e Liga Turca de vôlei

Levantadora multicampeã pelo Minas disse que número de estrangeiras nas ligas europeias muda o estilo de jogo

Contratada para liderar o Praia Clube na temporada 2024/2025, Macris, de 35 anos, comentou qual é a maior diferença entre a Superliga Feminina e a Liga Turca. De volta a Minas Gerais, a levantadora da Seleção Brasileira defendeu o Fenerbahçe e, por último, estava no THY Spor.

Em entrevista ao podcast Todo Esporte, da Itatiaia, Macris ressaltou que o número de estrangeiras em cada elenco na Turquia aumenta o nível da competição.

“Eu vejo que a diferença para lá fora é o número de estrangeiras. Isso muda o estilo de jogo do campeonato. Isso faz com que tenha um nível diferente. Aqui, claro, temos estrangeiras, mas jogamos com o estilo do Brasil, com muita defesa, técnica”, afirmou.

De acordo com o regulamento na Turquia, os clubes podem ter até cinco estrangeiras, sendo que três podem estar em quadra ao mesmo tempo. Já no Brasil, a regra diz que cada time “poderá incluir até 03 (três) atletas estrangeiras na relação nominal, com o limite de 22 atletas, sendo que até duas podem ser da mesma nacionalidade e a terceira (caso haja), deverá ser de outro País”.

Na opinião de Macris, o vôlei feminino tem evoluído bastante no exterior e, com isso, as adversárias são mais potentes.

Lá, cada vez mais a tendência mundial é ter as atletas mais fortes, mais altas e virar aquela pancadaria dentro de quadra. É um pouco diferente do que eu vi aqui e vivi na fora. Altura do bloqueio e alcance de ataque”, complementou.

Macris de volta ao Brasil

Apesar de não citar nominalmente o Praia, a levantadora tem um acerto com um time de Uberlândia. Durante a entrevista, Macris revelou os motivos de ter voltado ao Brasil.

“Eu senti que era o momento de voltar para casa. Principalmente por causa do momento que estava vivendo com a condição física. Procurar realmente me estabelecer, todos os caminhos para me fortalecer e recuperar fisicamente em relação a minha lesão na coluna. Esse foi o melhor momento, fiquei feliz de poder voltar”, disse.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
João Vitor Cirilo é âncora e repórter. Jornalista na Itatiaia desde 2019, apresenta o Rádio Esportes e ancora as Jornadas Esportivas. Cobre futebol e também o esporte olímpico, no podcast Todo Esporte.
Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.