Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Vôlei: Carol Gattaz adota tom de despedida e faz pedido à torcida do Minas

Central, de 42 anos, se despediu da torcida na vitória contra Osasco; jogadora vai defender o arquirrival Praia na próxima temporada

De saída do Minas, a central Carol Gattaz se despediu da torcida na noite dessa sexta-feira (12), na vitória contra Osasco, em Belo Horizonte, pela semifinal da Superliga. A experiente meio-de-rede, de 42 anos, defendeu a camisa da equipe da rua da Bahia por uma década.

Em entrevista à Itatiaia, Gattaz comentou sobre o legado que deixará no Minas, especialmente com títulos e de uma passagem marcada por enorme idolatria.

“É maravilhoso. Estou aqui desde o começo junto com a Keyla [diretora de vôlei feminino do Minas]. A gente fez esse projeto crescer desde o início, viu os patrocinadores vindo, o nosso time ganhando e as jogadores querendo vir para cá. Minha missão foi cumprida. O Minas me ajudou muito, mas eu também ajudei muito a construir tudo isso que o vôlei do Minas construiu até hoje”, enfatizou.

Segundo a central, mesmo com a saída iminente, o sentimento que fica é de muita gratidão ao Minas e aos seus torcedores. Na próxima temporada, Carol Gattaz vestirá a camisa do arquirrival Praia Clube, adversário na final da Superliga Feminina no domingo (21), às 10h (de Brasília), no Geraldão, em Recife.

“Só tenho a agradecer. A gratidão que eu tenho de ter me tornado a atleta que sou, a pessoa que sou, de todo mundo me acolher do jeito que foi. Tenho que agradecer a todos, à torcida, principalmente, que é maravilhosa. A gente ainda vai se encontrar muito. Deixo um pouquinho do meu coração para cada um. Que as pessoas consigam separar o clubismo e torçam pela atleta Carol Gattaz”, complementou.

Nos dez anos pelo Minas, Carol Gattaz conquistou muitos títulos. Entre eles, três edições da Superliga, três da Copa Brasil e quatro troféus do Sul-Americano de Clubes.

Gattaz comentou sobre ser opção no banco de reservas

À reportagem, Gattaz também falou sobre ter sido opção no banco de reservas durante a temporada, já que Thaísa e Julia Kudiess são as titulares absolutas sob o comando do italiano Nicola Negro.

“É difícil, muito difícil. É a primeira vez que estou lidando com isso, principalmente aqui no Minas. Mas tenho a consciência tranquila que as meninas estão muito bem, em momentos muito melhores que o meu. Então, só de conseguir ajudar pelo menos de fora e entrar quando precisa para ajudar o time, estou muito feliz”, concluiu.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais