Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Caixa reage à primeira derrota de Milito e do Atlético na Libertadores; assista

Atlético perdeu pela primeira vez sob o comando de Gabriel Milito em 13 partidas

Narrador da Itatiaia, Mário Henrique ‘Caixa’ avaliou a derrota do Atlético para o Peñarol por 2 a 1, nesta terça-feira (14), pela fase de grupos da Copa Libertadores. Para ele, o time uruguaio jogou por uma bola e foi eficaz na proposta do técnico Diego Aguirre. O duelo foi realizado no Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu.

“Teve um jogo na Arena MRV, em que na coletiva perguntaram: ‘Gabriel Milito, até onde o time do Atlético pode chegar? Até onde a torcida pode sonhar?’. Dando a sugestão de como o time estava bem, forte, quase imbatível. E o Milito responde: ‘Calma, gente. Estamos em formação. Vamos ganhar muitos jogos, sim. Mas, vamos com calma’. Foi o que aconteceu hoje”, disse Caixa.

“Setenta, setenta e cinco por cento de posse de bola para o Atlético. Uma retranca danada, o Peñarol. Mas foi uma retranca organizada. Dar os méritos ao Aguirre, que soube montar seu jogo para o Atlético não penetrar, não fazer os gols. E depois, em duas bolas paradas, chegar aos seus gols. Um passo importante. Uma hora iria acontecer essa derrota”, finalizou.

A derrota tirou o Atlético da liderança geral da Copa Libertadores. O Galo estava com 100% de aproveitamento na competição, mas perdeu a invencibilidade. Ainda assim, o time continua como primeiro do Grupo G, com 12 pontos. Logo atrás vem o Peñarol, em segundo, com oito.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista pela PUC Minas, Pedro Leite é repórter de esportes da Itatiaia. Tem experiência na cobertura diária de portais, redes sociais e jornal impresso. Apaixonado por futebol, já passou pelo Superesportes.
Leia mais