Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Paulo Bracks é desligado do cargo de diretor esportivo do Vasco

Executivo não continua no clube carioca em 2024

52341605385-30c1f082e8-h.webp

Paulo Bracks não é mais diretor esportivo da SAF vascaína

Daniel Ramalho/VASCO

O Vasco demitiu, na manhã desta quinta-feira (7), Paulo Bracks, diretor esportivo da SAF vascaína. O executivo tinha contrato com o clube até dezembro de 2024.

  • Siga os novos canais de esporte da Itatiaia: Youtube, Twitter, Instagram e Facebook.

A principal razão do desligamento foi o rendimento abaixo do esperado no Campeonato Brasileiro. O Vasco investiu cerca de R$ 110 milhões e não conseguiu ir além da briga contra o rebaixamento. A informação da demissão foi publicada pelo ge e confirmada pela Itatiaia.

O CEO do Vasco, Lúcio Barbosa, deve oficializar a saída numa entrevista coletiva, nesta quinta-feira. Ainda não há definição quanto ao substituto para o cargo.

Trajetória

Bracks é tem formação em gestão do futebol e análise de desempenho pela CBF e gestão técnica pela Universidade do Futebol. Foi auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e deixou o cargo para assumir como diretor de competições da Federação Mineira de Futebol (FMF).

O primeiro cargo num clube foi no América, em 2018, para ser gestor da base. No ano seguinte, assumiu como diretor executivo de futebol. Em 2020, assumiu o departamento de futebol do Internacional, onde ficou por 14 meses. Foi demitido em março, após eliminação na Copa do Brasil para o modesto Globo-RN.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais