Ouvindo...

Times

Joaquim espera Santos melhor como visitante e cobra solidez defensiva

Zagueiro do Peixe destacou importância de buscar melhores resultados fora de casa

O Santos encerrou a preparação para encarar o Mirassol nesta terça-feira (25), às 19h (de Brasília), no estádio Campos Maia, em Mirassol, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2024. Na manhã desta segunda (24), o técnico Fábio Carille comandou o último treino antes da viagem para o interior de São Paulo.

Atualmente na sexta colocação, com 18 pontos, o Peixe busca retornar ao G4 da competição. Para isso, a equipe precisa retomar a solidez defensiva que apresentou nos primeiros jogos. Antes da vitória por 2 a 0 diante do Goiás, na última quarta-feira (19), o Alvinegro Praiano vinha de quatro derrotas e oito gols sofridos.

“A gente sabe a importância de não levar gol e é isso o que o professor Carille trabalha bastante. Não levando gol a gente consegue chegar mais perto da vitória. Conseguimos isso no último jogo e agora é prepararmos bem, pois sabemos da dificuldade de enfrentar o Mirassol lá. Buscar ter solidez ali na defesa para conseguirmos essa vitória”, afirmou o zagueiro Joaquim.

Além da melhora defensiva, o Santos também quer voltar a vencer fora de casa no Brasileirão. Atuando dentro da Vila Belmiro, os comandados de Fábio Carille estão com 100% de aproveitamento, conquistando quatro vitórias. Longe dos seus domínios, porém, são quatro derrotas e dois triunfos.

“A gente sabe que as vitórias fora de casa são de extrema importância para buscar as posições mais altas na tabela. Aqui dentro da Vila nós temos uma força muito grande, então agora é conseguir ter essa solidez também fora de casa para voltarmos a buscar resultados positivos”, ressaltou o defensor.

O rival desta terça já é conhecido dos santistas. Em fevereiro deste ano, o Peixe visitou o Mirassol no estádio Campos Maia e acabou ficando no empate em 2 a 2 pela 7ª rodada do Paulistão. Joaquim, porém, rechaçou qualquer tipo de vantagem por já conhecer bem o adversário.

“Sabemos da capacidade deles (Mirassol), pois já enfrentamos eles no Paulista. Sabemos a dificuldade que podemos enfrentar, o lado positivo que eles têm. E isso nos ajuda, mas também a gente não pode se apegar só nisso, né? A competição é diferente, acho que o espírito é outro. Agora nos prepararmos, como eu disse, para enfrentarmos eles e buscar esses três pontos”, concluiu o camisa 6.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais