Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Fluminense tem brecha no regulamento do Carioca para estrear time principal depois dos rivais

A competição exige que os principais jogadores de cada clube inicie no torneio a partir da quarta rodada, mas Tricolor tem liberdade por ter disputado o Mundial

Titulares do Fluminense só retornam aos treinos no dia 23 de janeiro

Titulares do Fluminense só retornam aos treinos no dia 23 de janeiro

Mailson Santana / Fluminense

O Fluminense pode estrear o seu time principal depois dos rivais. Isto porque, o Tricolor possui uma brecha no regulamento do Campeonato Carioca e não terá que seguir a regra assinada por todos os clubes com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Como o Flu disputou o Mundial de Clubes da Fifa até o dia 22 de dezembro, a equipe principal só se reapresenta no dia 23 de janeiro, para iniciar a preparação depois de um mês de férias. Sendo assim, se fosse seguir o regulamento à risca, Fernando Diniz teria que usar força máxima já no dia 28, com cinco dias de treinos.

O artigo 47 do regulamento dá essa brecha ao Fluminense, uma vez que o Tricolor tem o chamado ‘justo motivo’.

A associação que, sem justo motivo, assim reconhecido pelo DCO da FERJ, deixar de utilizar sua equipe considerada principal, após a 4ª Rodada da Taça Guanabara, perderá o valor correspondente a totalidade de sua cota fixa mínima de direito de transmissão do contrato coletivo e, caso já a tenha recebido ou não faça jus, pagará uma multa equivalente a cota mínima estabelecida para um dos clubes grandes aderente, que será revertida em benefício dos demais clubes participantes do campeonato e signatários do contrato de transmissão coletiva”, diz o artigo.

A Ferj garante que a intenção não é punir os clubes obrigando eles a utilizarem os principais jogadores até a quarta rodada. Na verdade, a ideia é valorizar o próprio produto. O Fluminense, inclusive, é o atual bicampeão do torneio.

O Tricolor deve voltar a usar força máxima somente no dia 7 de fevereiro, na sétima rodada, diante do Sampaio Corrêa, já visando dar ritmo de jogo aos atletas que disputam a Recopa Sul-Americana, nos dias 22 e 29 de fevereiro, diante da LDU-EQU.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais