Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Tite evita apontar responsável por ano ruim do Flamengo: ‘Conjunto da obra’

Treinador assumiu o time em outubro, na reta final do Brasileirão, e levou o time ao G4 do Campeonato Brasileiro

Tite Marcelo Cortes 5.jpg

O técnico Tite durante entrevista coletiva no Flamengo

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Assumindo o comando do Flamengo na reta final do Campeonato Brasileiro, Tite não foi responsável direto pela frustrante temporada do time. Após a derrota para o São Paulo, que pôs fim ao ano do Rubro-Negro, o treinador foi político, evitando fazer qualquer análise ou apontar responsáveis pelo desempenho ruim ao longo de 2023.

“Se eu tivesse a resposta, eu não diria publicamente. Entendo que o profissional deva acertar a portas fechadas. Com todo respeito ao Filipe Luís, ele trouxe uma situação que não é só dele. Fica muito simplista. É atleta e comissão técnica, é atleta e direção, é atleta e relação com a torcida. Perdemos para o Atlético-MG, e o carinho foi surreal. Eu não tinha presenciado. Esse conjunto da obra que te leva a ser campeão ou perder”, disse Tite, ao ser questionado sobre declaração do lateral-esquerdo, que afirmou que a responsabilidade era toda dos jogadores.

A opção de assumir o Flamengo ainda em outubro, na reta final do Campeonato Brasileiro, já foi visando a próxima temporada. Tite entendeu ser interessante antecipar o conhecimento do grupo, do ambiente e das carências do elenco para 2024. O treinador comentou.

“Fiz uma reconsideração profissional chegando no final do ano. Disse que só ia trabalhar no outro ano. Entendi que o projeto do Flamengo e que esses dois meses seriam muito importantes. Nós e a comissão entendemos que seria muito mais importante. Buscamos conjuntamente a qualidade do Flamengo. Isso ia dar oportunidade aos atletas.”

De férias a partir desta quinta-feira (7), o elenco profissional do Flamengo deve se reapresentar após a primeira semana de janeiro. O início do Campeonato Carioca está marcado para o dia 17 de janeiro, mas, nas primeiras rodadas, o clube deve atuar com uma equipe alternativa. Além do Estadual, o Rubro-Negro disputará a Copa do Brasil, a Libertadores e o Brasileirão em 2024.

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais