Ouvindo...

Times

STJD aplica pena a Marlon por expulsão contra São Paulo e multa Cruzeiro

Equipes se enfrentaram em 2 de junho, no MorumBis, na capital paulista, pelo Brasileirão

Lateral-esquerdo do Cruzeiro, Marlon foi punido em um jogo pela expulsão diante do São Paulo. Os times se enfrentaram em 2 de junho, no MorumBis, na capital paulista, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, com triunfo tricolor por 2 a 0. Os dois clubes também foram multados.

Marlon foi julgado nesta terça-feira (25) pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em sessão de julgamento da 2ª Comissão Disciplinar. O cruzeirense, denunciado no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), levou a pena mínima prevista e já a cumpriu - o gancho poderia ser de seis jogos.

Marlon participou do julgamento e reconheceu o erro. Ele foi expulso aos 38 minutos do primeiro tempo, após falta no atacante argentino Jonathan Calleri. Inicialmente, somente a falta foi marcada, mas depois o árbitro de vídeo recomendou a expulsão, acatada por Lucas Paulo Torezin (CBF-PR).

“Primeiramente, agradeço a oportunidade de dirigir a palavra a todos. Lamento estar aqui, porque foi uma situação triste ocorrida dentro de campo. Reconheci publicamente que a expulsão foi justa, jamais tive a intenção de machucar qualquer companheiro de profissão. Posteriormente ao cartão vermelho, eu não disse qualquer palavra ao árbitro no aspecto agressivo”, disse Marlon.

“Entendi muito bem, reconheci a decisão da ferramenta, do VAR. Publicamente também reconheci o bom uso da ferramenta, ciente que tinha cometido um erro dentro de campo, ciente que cometi uma entrada ríspida em um companheiro de profissão e considero que a expulsão foi justa, foi um erro de trabalho”, completou.

Marlon cumpriu suspensão automática na partida seguinte. Na sequência da argumentação, o camisa 3 do Cruzeiro se defendeu dizendo que não tem histórico violento na carreira.

“No meu histórico profissional, não tenho nenhum tipo de entradas violentas desse tipo, infelizmente isso aconteceu e fui punido justamente. Até recentemente, na última edição do Brasileiro, eu como defensor sofri apenas seis cartões amarelos, fiquei fora apenas de duas partidas, não tive nenhuma expulsão. Por ser um defensor, isso demonstra que não sou jogador de caráter duvidoso em campo, mas nesse momento, nessa expulsão, a ferramenta funcionou muito bem, o árbitro agiu de maneira correta ao ter me dado cartão vermelho”, concluiu.

Leia também

Multas

Cruzeiro e São Paulo foram multados no mesmo julgamento. A sanção se deu diante de argumento em torno do artigo 206 do CBJD, por “dar causa ao atraso do início da realização da partida, prova ou equivalente, ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida, prova ou equivalente”.

O Cruzeiro terá que pagar R$ 4 mil. Já o São Paulo, mandante, terá que desembolsar R$ 3 mil após decisão do STJD.

Nova expulsão de Marlon

Marlon voltou a ser expulso quatro jogos após a derrota para o São Paulo. No último domingo (23), o jogador recebeu cartão vermelho por falta no lateral-direito Gilberto, do Bahia, aos 25 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava empatado em 1 a 1, novamente após revisão no VAR.

A partida na Fonte Nova, em Salvador, terminou com goleada do Tricolor Baiano por 4 a 1 sobre o Cruzeiro. As equipes se enfrentaram pela 11ª rodada do Brasileirão.

Com a nova expulsão, Marlon está suspenso de forma automática para a próxima partida do Cruzeiro. A equipe enfrentará o Athletico-PR às 19h desta quarta-feira (26), no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 12ª rodada da Série A.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Matheus Muratori é jornalista multimídia com experiência em muitas editorias, mas ama a área esportiva. Faz cobertura de futebol, basquete, vôlei, esportes americanos, olímpicos e e-sports. Tem experiência em jornal impresso, portais de notícias, blogs, redes sociais, vídeos e podcasts.
Leia mais