Ouvindo...

Times

PVC é direto e diz o que causou ‘vai e volta’ de Dudu entre Palmeiras e Cruzeiro

Colunista criticou postura do atacante do Verdão após ter procurado o clube celeste em um primeiro momento

O colunista e comentarista do UOL, Paulo Vinícius Coelho (PVC), afirmou que a reviravolta na negociação entre Cruzeiro e Palmeiras é provocada pela “postura mimada” de Dudu. Nas últimas horas, com a forte pressão da torcida, o atacante repensa se fechará com o clube mineiro ou se continuará na maior cidade do país.

Em texto publicado nesta segunda-feira (17), PVC ponderou que, ao procurar o Cruzeiro com o desejo de se transferir, Dudu não contava com uma repercussão muito negativa por parte da torcida do Palmeiras.

“Dudu deu o aval de que iria para o Cruzeiro, como dentro do Palmeiras se admitiu, de forma oficiosa. Então, o ídolo palmeirense percebeu a pressão das redes sociais, que rapidamente se transferiu da diretoria para o jogador. Ao dizer que pretendia se transferir, Dudu queria o quê? Que o Palmeiras se ajoelhasse e pedisse, pelo amor de Deus, que ficasse? O caso reflete a cultura do mimo do futebol brasileiro”, escreveu.

O jornalista também comentou sobre a desgastada relação entre Dudu e Abel Ferreira, comandante do Verdão. Na última quinta-feira (13), quando o atacante voltou a ser relacionado e existia uma expectativa pelo retorno aos gramados, o técnico optou por não utilizá-lo contra o Vasco, no Allianz Parque.

“Dudu se ressente da falta de carinho de Abel Ferreira. Não se trata de carinho, mas de bajulação. Jogador, no Brasil, gosta de ser bajulado. Se o técnico tem uma relação profissional, fica faltando alguma coisa. Então, Dudu se ressente da falta de amor e pede para sair. As relações profissionais devem ser assim, profissionais”, completou.

Por fim, PVC ressaltou que Dudu criou problemas para Cruzeiro e Palmeiras ao repensar a negociação.

“Anos de mimo nos vestiários criam casos como este. Uma confusão em que o responsável é Dudu e que criou problemas para Palmeiras e Cruzeiro”, encerrou.

Próximos passos da negociação

Após o empate contra o Vasco, no Rio, o diretor-técnico Edu Dracena adotou tom otimista pelo Cruzeiro para a sequência da negociação. Em entrevista à Itatiaia, o dirigente fez coro às falas de Alexandre Mattos e disse que a decisão está nas mãos de Dudu.

Internamente, o Cruzeiro entende que está seguro juridicamente em meio à transação. No entanto, a intenção do clube celeste, caso o camisa 7 decida permanecer no Palmeiras, é desfazer o acordo sem mover nenhum processo judicial.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais